Skip to main content

A importância dos modelos masculinos

Há mais ou menos cinco décadas vem acontecendo um ataque direto à imagem do homem e principalmente do que se entende por ser homem.

Em meados à década de 80, foram concebidos e largamente utilizados basicamente dois estereótipos de homens extremamente caricatos para que a zombaria ficasse mais fácil.

Por um lado, tem a figura do “machão: um homem extremamente musculoso, sem sentimentos ou emoções, narcisista e que resolve tudo na mão. Obviamente, existe uma clara alusão a um homossexualismo enrustido neste estereótipo.

Por outro lado, há a figura do “pai bobão: um pai de família idiota que faz tudo errado, que é casado com uma esposa forte, inteligente e dominante, que lidera a família e até mesmo as atitudes dele. Obviamente, há uma clara demonstração que a mulher é sempre melhor do que o homem.

É curioso notar como os dois tentam retratar, de forma exagerada, errada e infantil, ápices opostos do espectro do que muitos conhecem por personalidades Alfa e Beta.

Durante muitos anos esses dois personagens caricatos foram quase que exclusivamente os únicos modelos de homem retratados no cinema, na TV e nas músicas.

E, é óbvio, nenhum dos dois apresentava nenhum tipo de qualidade. Ambos foram amplamente ridicularizados por décadas.

Hoje, estamos em uma situação bem pior do que nessa época.

A carência de modelos masculinos

married with children exemplo de modelo a nao ser seguido

Os meninos de hoje não tem sequer um grande modelo de homem a seguir.

Na mídia, na internet, nas redes sociais, parece haver uma conspiração voltado ao ideal ginocentrico de criar uma neutralidade entre os gêneros.

Para isso, afirmam que o homem e a mulher são exatamente a mesma coisa. O cérebro dos dois são iguais. Seus instintos são idênticos. E por consequência, suas motivações e seus objetivos só se diferenciam por causa de uma pressão social.

Essa afirmação ilógica e completamente fora da realidade, infelizmente, se adere na mente de muitas pessoas que não conseguem pensar por si próprias.

Essa ideologia inconsequente causa efeitos nefastos na cabeça dos jovens meninos.

Por não ter em quem se espelhar, os meninos se espelham em modelos fracos e débeis. Os maiores exemplos de homens das últimas gerações são homens quase femininos.

Assim, fica cada vez mais difícil encontrar um homem que saiba se comportar como homem.  

Como é de senso comum, todos sabem como é difícil que garotos e homens conversem sobre sentimentos e emoções, por causa da nossa natureza.

E quando surgem dúvidas sobre o que é ser homem, a quem recorremos?

Todo mundo acha que todo homem tem que saber, instintivamente, como um homem de verdade age, mesmo que nunca ninguém tenha mostrado pra ele como é que se faz.

Assim, essa carência não é suprida de maneiras convencionais.

Nunca ninguém nos ensinou como seduzir ou conquistar uma mulher

homem da flores no primeiro encontro

A sedução funciona de forma muito simples para uma mulher.

A única coisa que ela precisa fazer é ser magra e dar uma piscada para um homem. Pronto. Agora é o papel do homem fazer todo o resto do trabalho.

Desde tomar coragem e ir até ela, abrir uma conversa, puxar os mais diversos assuntos, conduzir uma conversa pra algo agradável, escalar sexualmente, saber a hora certa de beijá-la, saber convidá-la para o sexo de forma sutil, ter toda a logística preparada pra levá-la pra casa, eventualmente chamá-la pra um segundo encontro, pedir ela em namoro… etc, etc, etc.

Ou seja, o jogo da sedução para o homem é algo muito mais complexo.

É como se as mulheres jogassem damas e os homens fossem obrigados a jogar xadrez (e sem saber as regras).

Esse foi um motivo pelo qual eu tive que recorrer à internet para entender como a sedução funciona.

Apesar de eu ser um garoto bastante extrovertido, eu nunca tive sucesso com as garotas. Tudo o que eu via que funcionava com os personagens da TV não funcionava na vida real.

(ainda bem que nunca caí na armadilha de dar buquês de flores para tentar conquistar uma garota)

Por isso eu comecei a perceber que a dinâmica de lidar com homens e mulheres era bastante distinta.

Sempre foi muito fácil lidar com os homens: tudo é muito explícito. Não existem intenções escondidas em suas palavras.

Se um homem fica bravo com outro por algum motivo, os dois logo mandam um tomar no cu do outro e a briga se resolve.

Se uma mulher fica brava com um homem, ela toma atitudes passivo-agressivas que são quase imperceptíveis para um cérebro masculino que não está acostumado com esse tipo de comportamento sutil.

Assim como todo cérebro masculino, que foi concebido com dez vezes mais testosterona que um cérebro feminino, o meu pensamento é biologicamente voltado à solução dos problemas.

Eu descobri o problema e fui atrás da solução.

Esse provavelmente é o seu caso. Você provavelmente chegou ao Novo Homem porque nunca ninguém te ensinou a agir como homem de verdade. Nunca ninguém te ensinou como seduzir uma mulher.

Sem contar que tudo o que você aprendeu pela TV, pelos filmes e pelas músicas deu errado. O bobão da TV sempre se dava bem e você se fodia.

Então você se cansou de ser um idiota e resolveu melhorar.

Procurou no Google, algum amigo recomendou, não importa. O que importa é que você teve um lapso de uma atitude de homem e decidiu que era hora de se tornar um homem de verdade.

gordo beta feminino submisso

Veja bem a foto desse gordo acima.

Observe como ele tenta se parecer ao máximo com uma figura feminina. Ele tem um olhar submisso, um sorriso suave e faz uma pose que uma mulher delicada faria.

Que homem de verdade posaria para uma foto dessa forma?

Além disso, a frase da camiseta dele diz algo como “Caras gordos fazem carinho mais gostoso”.

Responda pra mim uma coisa: que mulher quer um homem que se porta como uma adolescente carente? Que mulher quer carinho de um homem fraco e submisso igual a esse gordo?

Por que ele acha que ele deve imitar os trejeitos de uma mulher para conquistá-la? Porque ele não teve modelos masculinos a seguir.

Algumas mulheres dizem que querem homens menos másculos, que as ouçam e tenham empatia pelos sentimentos. Mas enquanto ela dizem isso para uns homens, elas estão sentando no pau de outros que sejam fortes e dominantes (como eu demonstrei nesse artigo com a Emma Watson).

Eu também já falei sobre como os homens fracos tentam se parecer com mulheres para tentar apelar aos sentimentos delas, e de como isso não funciona.

Como disse, existe uma carência enorme de modelos masculinos na nossa atual sociedade. E o que você deve fazer? Se jogar no chão, espernear, reclamar, fazer textão no Facebook igual mulher?

É óbvio que não. Você, como homem, tem que procurar a solução para o problema.

Alguns modelos de homens a seguir

arthur shelby serve rum

Eu costumo falar muito sobre “emular” o comportamento de grandes homens.

E é exatamente por isso que ultimamente eu tenho colocado exemplos bastante práticos nos meus artigos. Exemplifico meus artigos com personagens Alfas e Betas de filmes e séries para que seja mais fácil para você visualizar o que estou falando.

Isso é importantíssimo para o seu crescimento pessoal.

A arte imita a vida. E muitos grandes personagens masculinos só são grandes porque eles, em boa parte, são reais.

Quando eu digo para emular comportamentos de personagens masculinos eu não quero dizer para você tentar se comportar exatamente como algum personagem.

Isso seria idiota e infantil a se fazer.

O que eu quero dizer é para observar as reações desses homens em certas situações.

Veja o exemplo clichê do James Bond, por exemplo. Assista aos filmes do Daniel Craig e veja como ele se comporta como homem. Aliás, em quase todos os filmes do Daniel Craig ele se comporta como um homem de verdade

Mas não tente ser o James Bond. Use-o apenas como inspiração para algumas coisas.

Sua personalidade pode ser completamente diferente da personalidade do James Bond, e se você tentar incorporar suas reações e trejeitos trará um conflito interno pra você mesmo.

Ou ainda melhor, pegue “personagens” da vida real.

Um cara que eu considero extremamente Alfa é o Russell Brand. Ele é louco, completamente confiante e seguro de si, e tá pouco se fodendo para tudo à sua volta.

Veja esse vídeo dele em uma entrevista e perceba como ele domina todos à sua volta com sua personalidade. Essa é uma entrevista sem nenhum roteiro e, mesmo assim, o Russell Brand foi impecável em sua atitude.

Outro exemplo da vida real: assista a vídeos do Donald Trump e compare-o a vídeos do Jeb Bush ou do Bernie Sanders, todos esses candidatos à presidência dos Estados Unidos.

Trump é um alfa, indiscutivelmente. Assista o vídeo abaixo e observe como ele reage a uma tentativa de ser envergonhado por uma declaração que ele deu.

(aperte na engrenagem para acionar a legenda em português)

Trump xingou uma mulher em específico. Mas a entrevistadora Megyn Kelly quis passar a imagem de que Trump xingou todas as mulheres e por isso ele seria um machista desprezível.

O que um homem fraco e inseguro faria no lugar dele?

Pediria desculpas e diria que ele nunca quis ofender as mulheres. Diria que ele respeita a todas as mulheres igualmente, assim como ele respeita a mãe dele. Diria que não há lugar para o machismo no governo dele.

Donald Trump, ao contrário, fez o que um homem seguro faria. Assumiu a responsabilidade do que disse e ainda corrigiu a declaração dela, dizendo que a única vaca gorda é Rosie O’Donnell, e não todas as mulheres.

A resposta dele gerou gargalhadas que cobriram a fala da entrevistadora e ela teve de esperar até que a platéia parasse de reagir para poder continuar com a entrevista.

Agora veja este vídeo do Jeb Bush. Veja exatamente o segundo 0:11 do vídeo. Observe a reação exagerada e infantil para algo simples e banal.

Se um cara reage dessa forma extremamente espantada ao ouvir um barulho inofensivo vindo do seu relógio, como ele iria reagir diante de um assunto presidencial sério? Como ele iria reagir caso precisasse proteger a sua família de uma ameaça?

Neste outro vídeo, Bernie Sanders está fazendo um discurso quando duas garotas sobem ao palco e obrigam ele a deixar o microfone e dominam o comício.

Aí eu te pergunto: qual desses três homens você gostaria de ter como presidente do seu país?

Qual desses três homens você gostaria de ter como amigo quando uma situação adversa aparecesse?

Qual desses três é mais atraente para as mulheres?

Qual desses três homens é mais livre e feliz consigo mesmo?

A resposta é óbvia.

Por que é tão importante ler obras de grandes autores homens


draper lendo um livro

Por último, já recomendei inúmeras vezes e vou continuar recomendando que você leia livros de grandes autores homens.

O motivo é simples.

Quando você vê um grande homem agindo, você está observando o resultado da manifestação de sua mentalidade masculina e do seu poder interior.
E quando você lê o que um  grande escreve, você está entendendo exatamente como é que se origina o pensamento e o raciocínio de uma mentalidade masculina.

É por isso que eu quero que você leia Jack Donovan. Para entender como é que funciona o pensamento e o instinto de um homem másculo.

É por isso que eu quero que você leia O Poderoso Chefão. Para ver como é que agem e como reagem as mais diversas personalidades masculinas.

É por isso que eu quero que você leia a biografia do Schwarzenegger. Para compreender como um homem pode se construir e se tornar grande a partir do nada.

E é por isso que eu vou continuar recomendando grandes nomes e grandes livros no futuro.

Se você quer outras recomendações de grandes homens, leia Ernest Hemingway, Steinbeck, Herman Mellville, Marco Aurélio, George Orwell, Mario Puzo, etc.

Todos são sublimes em seus pensamentos, além de demonstrarem uma maturidade e compreensão bem acima do normal.

Conclusão

menino criado pela mae solteira sem modelo masculino

É fato que a sociedade precisa de mais modelos masculinos fortes.

Sem eles, não haverá mais polarização entre os sexos e viveremos em uma sociedade estéril e completamente sem graça e entediante.

Você que chegou até o meu site, quero que entenda uma coisa:

Você apenas obterá a verdadeira felicidade quando conseguir conquistar a liberdade que só um grande homem é capaz de conquistar.

Todo o resto é besteira. Tudo o que é mostrado na TV é besteira. Tudo o que dizem nas músicas sobre grandes amores é besteira.

Aprenda com homens notáveis para se tornar um.

 

SEJA UM MODELO DE HOMEM PARA SEUS AMIGOS, COMPARTILHE ESTE ARTIGO COM ELES:

26 comentários em “A importância dos modelos masculinos

    1. João, acho que tudo é aprendizado. Se é uma garota que vc conhece há tempos e gosta, fazer uma música não é algo ruim. O problema é tentar conquistar uma mulher com uma música, isso não funciona.

        1. O que eu quis dizer é: se o único intuito era de CRIAR atração, isso não funcionaria. Se ela já tem uma atração por você e você usar isso para AMPLIAR a atração, aí sim, tudo bem. Eu trataria o fazer a música como sendo um presente mesmo, algo que eu daria para a garota como recompensa por algo bom que ela fez.

          Se ela me pedisse uma música, eu pediria algo “em troca” como um jantar, por exemplo. Seria algo que ela faria por você mas que beneficiaria os dois e vcs teriam um tempo gostoso juntos.

          1. Na verdade ela não fez nada. eu é que tomei a iniciativa de lhe fazer a música. e aí ela pediu-a para recordação. agora quando eu estava com ela no bar, aconteceu a tal escalada sexual, cada vez que eu punha o braço por cima dela, ela fazia o mesmo comigo. até encostava a cabeça dela no meu ombro. estaria ela a pedir-me um beijo? sei que antes de estar com ela, soube que ela tinha ficado com outro cara, nada demais. mas sempre que ela me via no msn, ela própria tomava a iniciativa de falar comigo… mas foi aí que estraguei tudo. utilizei a música como chantagem. disse-lhe que só lhe dava a música se ela namorasse comigo. e aí já podes imaginar o resto.

          2. Sim, você tinha que ter tentado beijar ela no bar. E eu não vejo uma situação em que seja certo pedir uma garota em namoro sem ao menos ter ficado com ela várias e várias vezes.

  1. Grande texto!! Vc citou alguns outros autores no texto. Pode fazer um outro texto ou apenas um adendo, citando as obras mais importantes, além de outros livros tb importantes de se ler, sobre esse assunto?

    1. Zé Pedro, sobre os autores:

      Hemingway: Por quem os sinos dobram
      Melville: Moby Dick
      Mario Puzo: O Poderoso Chefão
      George Orwell: 1984 / Revolução dos Bichos
      Steinbeck: Sobre Ratos e Homens
      Marco Aurélio: Meditações

      Sobre outros livros, eu falei deles neste artigo aqui.

  2. Eu poderia ter escrito esse texto, diz exatamente tudo o que eu penso.
    Eu sou filho de pais separados, fui criado pela minha mãe. Graças a Deus isso não causou danos ao meu cérebro.
    Faz mais de 1 ano que não acesso Facebook. Acessei na época das eleições para fazer campanha para Aécio Neves.
    Mas uma das coisas que mais me enojavam no Facebook é o quanto os homens estão afeminados, uns mais outros menos. Ficam fazendo média, defendendo posições politicamente corretas e quando manifestam um pensamento que alguém critica, pedem desculpas, que foram mal interpretados.
    Eu me sinto enojado com tudo isso.
    Como não vou salvar o mundo, e nem quero, resolvi tocar o foda se e parei de acessar e perder meu tempo.

    1. Ficam fazendo média, defendendo posições politicamente corretas e quando manifestam um pensamento que alguém critica, pedem desculpas, que foram mal interpretados.

      Exatamente. E quem você vê mais fazendo isso: um alfa ou um beta?

      É sempre o beta efeminado que pede desculpas pelo que ele pensa.

  3. Sempre que leio seus artigos penso nos meus 2 irmãos mais novos e em como o site pode e vai ajuda-los, assim como tem me ajudado (tenho 19).
    Checo todos os dias meu E-mail esperando uma nova postagem no site. E é por causa de posts como esse, excelente, inspirador. Denis, muito obrigado!

    1. Francisco, eu realmente fiquei muito lisonjeado com o seu comentário. Eu faço o site justamente pensando em pessoas como você, que vão se beneficiar desde a juventude com o que eu escrevo.

      E pode ter certeza que cada dia eu me esforço mais para entregar o melhor conteúdo que eu consigo criar.

      Um abraço

    1. E aí eu pergunto: será que o Donald Trump ou até mesmo a Hillary Clinton teriam a mesma atitude do Bernie Sanders?

      Eu duvido.

      1. Pois é, mesmo q elas quisessem q ouvissem à sua voz, antes de tudo, o respeito é primordial. É ridículo a atitude de exigir respeito, desrespeitando as outras pessoas ou exigir q ouçam a sua voz, calando a voz das outras pessoas.

        Essa é a famosa questão do lutar pela liberdade de expressão e querer oprimir aqueles q são considerados supostos opressores, só pq possuem uma “mentalidade mais retrógrada”. Mas veja bem, ao lutar pela liberdade de expressão, tb estamos lutando pela liberdade de expressão desses supostos opressores. Por mais q a mentalidade deles seja monstruosa e absurda, eles tem direito a ter uma mentalidade daquelas e falar as besteiras deles. Eles ñ tem o direito de fazer aquelas besteiras e, há uma grande distância entre falar algo e fazer esse algo. E exatamente por isso, as leis devem estar sempre atualizadas e impedir as monstruosidades de pessoas ruins.

        Ñ se conserta mentalidades erradas com opressão e viôlencia. Se acham q o pensamento tá errado, conscientizem essa pessoa com bons argumentos q levem a mudança do pensamento e ñ na base da força, como são os casos atuais.

        Olhando esse vídeo do Sanders, se ele tivesse enfrentado, corria o risco de ser agredido. E aí? Aquela mulher tá certa em agredir a um homem? A um homem idoso? Só pq ele talvez seja um suposto opressor? Mas essa ñ é a mesma atitude q elas dizem combater?

        1. Sim Marcel, esse vídeo foi muito discutido nos EUA quando o episódio aconteceu. Uma boa parte do problema foi que os seguranças permitiram que elas subissem. De fato, o Sanders não poderia reagir fisicamente pois isso seria pior pra ele. Mas ficar prostrado de forma submissa enquanto elas gritavam é talvez a pior forma de reagir.

  4. isso só pode ser uma brincadeira…….. vestiram o garoto de pink, púrpura, sei lá……………….. e com direito a ser borboletinha, é ? isso aí a curto prazo, pode até deixa lo mais tranquilo,,,,,,,,,, respeitador sei lá com quem, afetuoso.Mas no mundo egocêntrico, cruel, e insidioso das mulheres e seus desejos e esqueminhas, ele vai quebrar a cara, vai sofrer golpes emocionais terríveis, nem muitas garotas se comportam mais assim….

    Denis, é uma tendencia ou fato consumado afeminar garotos na escola, ou é simples passatempo ? digo isso por que tenho 30 e alguma coisinha, e minha época não havia isso, NÃO SEI como está hoje a pedagogia e orientação nas escolas…………..sei que há uma vasta aceitação, não é compreensão,é aceitação mesmo sobre a homossexualidade e também características femininas………….mas já há doutrinação direta disso ?

    realmente não sei mais, ou o garotinho aí sera uma festinha particular, ou troça, ou está atendendo a ordem de adultos ? sabes como as escolas ou lares tem feito a mente das crianças por aí ? eu não tenho sobrinhos pequenos nem primos, pois moro há 23 anos no sul e perdi o contato mais íntimo com esses parentes, pois sou carioca, e meu pai foi transferido pra cá

    por isso. to meio desatualizado…………… MUITO OBRIGADO pela atenção, cara………..

    1. Bernardo, eu realmente não sei o que está acontecendo nas escolas. Mas não é de se duvidar que exista uma doutrinação de gênero pesada em certos locais, considerando que essa concepção de sexo tem sido divulgada há alguns anos. É realmente triste.

    1. Ao se criar os homens como mulheres, ñ estão criando homens mais respeitosos e educados, mas sim homens covardes, q ñ irão defender as mulheres, as crianças, os idosos e os seus entes queridos qdo eles precisarem. Infelizmente, pessoas ruins (homens e mulheres) existem em todos os lugares…

      A cultura do vitimismo, do coitadismo (q defende apenas os criminosos, justificando sempre as atitudes deles como culpa do sistema e esquece as reais vítimas do crime) e a cultura da impunidade (em que, indiferente do q eles façam, por mais monstruosa seja a atitude, ñ serão punidos ou sofrerão uma punição ridícula) faz com q as pessoas ruins, maldosas de verdade, apareçam cada vez mais e mais.

      É o próprio caso do estupro coletivo da menina no Rio… ela é a vítima, ela ñ tem culpa de nada, indiferente se ela bebe, fuma, cheira ou gosta de transar. Estupro é errado. Os criminosos foram aqueles q estupraram. E mesmo q ñ tenha ocorrido estupro, tudo tenha sido consentido, há o crime de divulgação das imagens na Internet. Mas do q adianta todo esse alarde depois q já aconteceu o fato? Do q adianta passeatas, textões em Facebook, hashtags em Twitter? Essas atitudes vão desestuprar a menina? Acham mesmo q as pessoas ruins vão deixar de estuprar, matar, mutilar, traumatizar as pessoas só por causa de passeatas?

      O q precisa realmente mudar, é a mentalidade. Parar de culpar as pessoas inocentes e culpar os verdadeiros culpados, os criminosos. Parar de culpar aquelas pessoas q podem ajudar a vítima… Parar de culpar todos os homens pq alguns homens cometeram uma monstruosidade.

      O feminismo atual fala em cultura de objetificação da mulher, cultura do estupro. Mas nunca vi nenhum grupo de feministas em porta de Baile Funk, fazendo passeata e reclamações contra eles, q são os grandes responsáveis por objetificar e degradar a mulher… E tb, o feminismo ñ estava lá, com as amigas dela, q ñ moveram um dedo pra ajudá-la contra aqueles homens-monstros. E, mesmo q estivesse, será q as mulheres teriam forças pra enfrentar aqueles homens-monstros? Ou elas precisariam da ajuda dos homens de verdade, aqueles q nunca tiveram a mentalidade q são acusados de ter?

    2. Esse é realmente um ótimo vídeo: demonstra bem como é vergonhosa a masculinidade de certas partes da Europa.

Deixe uma resposta