Skip to main content

A negação plausível: como as mulheres se comunicam quando estão interessadas sexualmente em alguém

Ah, a gente foi pra casa dele assistir um filme e quando percebi já tava na cama dele.. só aconteceu, sabe? hahahaha

Você provavelmente já ouviu mulheres falarem alguma variação da frase acima e se perguntou “Como uma pessoa vai na casa de alguém que ela tá ficando sem nem cogitar que eles vão transar?”.

Você não entende como é que alguém esteja tão absorta da realidade que se levantou do sofá enquanto via um filme, tirou sua roupa, se deitou na cama do cara e, quando foi perceber, já estava dando pra ele.

Você nunca ouviu um homem falar “só aconteceu, sabe?”, como se ele não tivesse responsabilidade nenhuma pelo que ocorreu.

Essa forma fingida de comunicar os fatos chama-se Negação Plausível e é bastante comum para uma mulher engajar nela.

E hoje você vai entender o porquê.

Homens transmitem informações; mulheres transmitem emoções

Diferenças na comunicação entre homem e mulher

A verdade é que homens e mulheres se comunicam de forma bastante divergente.

Enquanto os homens são mais diretos e usam poucas palavras para transmitir informações, as mulheres são indiretas e usam muitas palavras para transmitir emoções e estados internos.

Essa diferença na forma de comunicação entre os dois sexos traz um desentendimento enorme na compreensão do que o outro quer transmitir.

Quando eu escrevi o artigo 2 formas socialmente aceitas de chamar uma mulher para fazer sexo com você, eu dei uma leve rascunhada no assunto.

Quando falamos em atração, a negação plausível é o instrumento padrão da linguagem feminina.

Mas o que é exatamente a negação plausível?

A negação plausível é uma forma ambígua de comunicar os fatos que ocorreram de forma que essa pessoa possa negar a verdadeira intenção do que foi falado ou até mesmo negar um envolvimento consciente no fato.

Em outras palavras, quando alguém usa a negação plausível ela comunicou de forma tão indireta e dando margem a tantas interpretações, que fica impossível para alguém dizer qual foi a verdadeira intenção daquela comunicação (calma, eu já vou dar alguns exemplos daqui a pouco pra você entender melhor)

A negação plausível é uma convenção que serve a um propósito bastante específico para a mulher: se omitir ou se isentar da responsabilidade de suas palavras e dos seus atos.

Quando uma mulher diz que o sexo “simplesmente aconteceu” ela se exime de qualquer culpa. O que ela quer dizer é que ela só estava naquele lugar e naquele momento, ela não faz nada para aquilo acontecer.

Então se ela foi pra casa de um homem que ela tava ficando para “assistir a um filme” ela não estava esperando que nada além de ver um filme acontecesse.

Se o sexo aconteceu, não foi culpa dela. Mesmo que antes de sair de casa ela tenha se depilado e colocado uma lingerie fio dental.

As mulheres estão acostumadas a não assumir responsabilidade pelos seus atos e a negação plausível é uma eficiente arma no seu arsenal para promover esse tipo de atitude.

 

Se você ainda não entendeu, aqui vão alguns exemplos de negação plausível

Eu sei que você, leitor homem, ainda não compreendeu totalmente o que é a negação plausível.

Como disse, a sua comunicação está baseada em transmitir informações, então fica difícil compreender de cara como essa comunicação indireta feminina é arquitetada. E ainda mais: por que as mulheres se comunicam desse jeito?

Se comunicar assim atinge vários propósitos de uma vez só e nos exemplos a seguir explicarei eles melhor.

#1

Mulher sente cheiro de perfume

Quando uma mulher diz “nossa, que perfume gostoso!” com um sorriso no rosto, nós homens entendemos que ela simplesmente gostou do cheiro que borrifamos na nossa pele que saiu de um vidrinho que compramos no shopping por R$200,00.

Mas vamos ao contexto.

A garota do exemplo olhou nos olhos de um homem e elogiou, com um sorriso no rosto, o aroma que ela sentiu nele.

Só que o cheiro de uma pessoa está intimamente ligada à sua sexualidade.

Por exemplo, se você vir na rua  uma mulher fisicamente feia, mas sentir um cheiro gostoso vindo dela, imediatamente você passará a considerá-la um pouquinho mais atraente.

Um elogio ao cheiro de uma pessoa é um elogio direto à sua atratividade.

Ou seja, ela basicamente deu uma cantada no cara. Mas essa cantada é muito mais complexa do que a comunicação masculina (como chamar uma mulher de gostosa, por exemplo).

Ela é complexa porque ela produz diversos efeitos ocultos, que a comunicação direta é incapaz de produzir:

1. Se a mulher não receber uma resposta positiva, a negação plausível protege seu ego de uma rejeição. Se o cara não responde positivamente, fica mais fácil de ela racionalizar pra si mesma que o cara não entendeu a sua cantada ou até mesmo que ela mesmo não deu propriamente uma cantada, pra começo de conversa. Afinal, ela só elogiou o perfume dele.

2. Se alguém à sua volta ouvir o que ela disse, a negação plausível dá os recursos para que ela possa negar qualquer intenção sexual da frase. Mais uma vez, ela só elogiou o perfume do cara e não o cara. Se um possível namorado dela ouve o que ela diz, ela pode muito bem negar que flertou com ele dizendo exatamente isso. Ou seja, ela dá em cima sem dar.. ela pode flertar sem ter nenhuma consequência.

E aí se alguém acusar ela de estar flertando, ela pode virar o jogo e dizer que o acusador está sendo maldoso e até fazer com que ele se saia mal no fim.

“Nossa, como você é ridículo! Seu ciúme tá passando dos limites! Não aguento mais nem poder conversar com alguém que você vem correndo me atacar!”

3. E, por último, a negação plausível transfere toda a responsabilidade de tomada de atitude para o receptor da mensagem (no caso, o homem). Ou seja, a mulher só dá a brecha para a ação. Para que algo ocorra, para que o processo de sedução continue, é o homem que tem que entender que essa brecha foi aberta e agir em cima dela.

Assim, ela pode permanecer em sua posição passiva e fingir que não fez nada. Como eu já demonstrei em outros artigos, as mulheres simplesmente odeiam ser ativas. Elas só vão tomar atitude como último recurso (caso ela esteja muito a fim do cara e ele não entenda suas indiretas).

Algumas mulheres mais ousadas poderiam ser um pouco mais diretas e dizerem “que homem cheiroso!” ou “adoro homem cheiroso” ou “adorei seu cheiro”. De qualquer forma, todas essas frases também são  passíveis de negação plausível.

#2

Negação plausível no sexo_opt

Agora vamos a um exemplo bem distinto deste.

Uma forma de negação plausível muito conhecida por quem estuda sedução e PUA é o “bitch shield”, ou “anti-slut defense”. A definição em português desses termos é quando uma mulher tenta se defender da fama de “fácil” ou de “puta” ao dizer algumas simples frases.

“Eu não vou transar com você hoje.”

“Eu não sou desse tipo de mulher. Tenho que namorar antes de transar.”

“Eu não transo na primeira noite.”

“Eu vou pra sua casa mas a gente não vai fazer nada, ein?”

De todas as vezes que eu ouvi essa frase, em 99% delas terminei a noite com a garota na minha cama.

Elas são negações plausíveis porque elas atingem a um propósito oculto: dizer que se os dois acabarem transando, a culpa é exclusivamente do cara. Afinal, ela já disse que não vai transar com ele.

Mas se a garota está dizendo que não vai fazer sexo, é porque ela está pensando em fazer sexo.

E aí ela chega na casa do cara, tira a roupa, transa com ele, faz anal giratório, e no final termina a noite como santa. Afinal, ela não buscou ativamente o sexo. Na verdade, ela “negou” o sexo em primeira instância.

Lembro de uma situação em que eu estava pelado com uma garota no sofá de casa, ela subiu em cima de mim, colocou meu pau dentro da buceta dela e disse “A gente não vai transar hoje”.

Sim, a negação plausível às vezes chega nesse nível de descolamento da realidade.

É óbvio que o tal do “anti-slut defense” é completamente diferente de uma negação. Se uma garota disser “não” é não. Se ela parecer desconfortável, pare na hora o que estiver fazendo.

O que um homem de verdade faz nesse hora é perguntar pra ela o que há de errado, se ela está confortável, conversa com ela. As vezes a garota não está segura e não está se sentindo bem. Não há problema algum aqui, cada mulher tem uma reação diferente quando vai transar com um cara pela primeira vez.

Agora, se ela disser “a gente não vai fazer nada, ein?” enquanto abaixa o seu zíper e coloca o seu pau na boca dela, a história é completamente diferente.

Como elas mentem usando a negação plausível: a verdade contada aos pedaços

Uma das faces perversas da negação plausível é que ela pode ser usada para mentir, mesmo que esteja contando a verdade.

Isso pode ser chamado de “verdade contada aos pedaços” ou de “verdade incompleta”.

Para facilitar o que vou dizer, antes veja este vídeo:

Nota: este é um trecho do filme “Fim dos Tempos” do M. Night Shyamalan. Não perca o seu tempo de vida assistindo-o, o filme é uma merda.

O exemplo acima ilustra o porquê e como as mulheres usam o artificio da verdade incompleta.

Primeiro ela conta um pedaço da verdade: saí comer uma sobremesa com um colega de trabalho e menti pra você.

E então ela espera a reação dele.

No exemplo, o personagem do Mark Wahlberg é um Beta que mesmo em uma situação apocalíptica, reage como todo beta reagiria: indignado porque a sua garota mentiu para ele.

Fica óbvio que a situação é bem mais profunda: se ela saiu com um cara do trabalho escondida e ainda mentiu pra ele, é porque ela sentia atração pelo colega e queria ver “o que ia dar”. Ela estava esperando ser cortejada pelo colega e, caso eles terminassem o encontro na cama dele, não seria culpa dela.

Afinal, como ela usou uma negação plausível “saí apenas para comer uma sobremesa com ele” ela se exime de qualquer culpa do que acontecesse depois.

O que ela fez ali foi testar a reação do seu namorado. Ela queria saber a quantidade de verdade que ela poderia contar.

Se ele não tivesse reagido como um tapado e ouvido o que ela tinha a dizer fingindo não se preocupar, ela provavelmente iria contar o resto da verdade.

Se ele tivesse sido estóico, se ele tivesse sido um Alfa, ele iria descobrir toda a verdade. Aliás, ele nem precisaria de mais informações: ele logo perceberia que ela deu uma abertura para que o colega de trabalho soubesse que ela estava interessada sexualmente nele e saiu em um encontro com ele.

Como usar a negação plausível a seu favor?

James Bond Charme Flerte

As mulheres amam essa complexidade na comunicação. Elas adoram se sentir seduzidas aos poucos.

Desde crianças elas aprenderam a se comunicar desse jeito. Poucos são os homens que dominam comunicação indireta.

Quando elas encontram um homem que consegue se comunicar nesse nível, elas logo percebem que ele é um homem com muita experiência com as mulheres. E isso é extremamente atraente para elas.

Uma das coisas mais charmosas que um homem pode fazer é usar a negação plausível a seu favor.

Mas como aprender a se comunicar desse jeito?

No começo é realmente difícil. A gente não aprende a conversar dessa forma. Nosso cérebro masculino demora até a atingir uma maturidade de comunicação (mais sobre isso neste artigo).

O que você deve fazer para aprender é observar. Observe como as mulheres se comunicam. Assista a cenas de filmes em que o personagem principal seja charmoso e observe suas ações. Veja vídeos de ótimos oradores e de políticos famosos.

Um ótimo exemplo de masculinidade e de perfeita execução de negação plausível está em uma cena do James Bond – Casino Royale. Quando o personagem do Daniel Craig encontra a personagem da Eva Green pela primeira vez no avião, eles flertam de forma tão implícita que para um espectador desatento fica difícil perceber.

Mas o Daniel Craig é majestoso em sua atuação e tem um charme incrível nessa cena.

É visível que a atração que a atriz sente pelo ator não é atuação.

Conclusão

A negação plausível é uma ferramenta extremamente útil para se utilizar na hora da sedução. Na verdade, ela pode ser usada em todas as esferas sociais da vida, não apenas na sedução.

Às vezes é melhor comunicar certos fatos de forma indireta, que não revelem a sua verdadeira intenção.

Políticos fazem isso. Oradores famosos fazem isso. O pessoal dos Recursos Humanos da sua empresa faz isso.

Aprender a identificar e entender as verdadeiras intenções das falas é um tipo de amadurecimento primordial na sua vida.

Aprendê-la e incorporá-la ao seu arsenal só vai te trazer benefícios.

 

 

P.S.

Eu tenho uma pergunta para você, leitor do Novo Homem:

Ultimamente venho escrevendo textos maiores, de mais de 1000 palavras (este, por exemplo, tem mais de 2000). Antigamente eu escrevia textos mais curtos e menos densos.

De qual tipo de texto você prefere? Gosta dos textos grandes e que explicam detalhadamente os meus pontos? Ou preferem textos curtos que explicam o básico dos conceitos?

Diga nos comentários!

 

COMPARTILHE ESTE ARTIGO COM SEUS AMIGOS:
  • Thiago

    Sensacional! Muito bom mesmo!

    Eu pagaria por informação assim. Falando nisso, qual a previsão de lançamento do livro?

    • Denis Carvalho (admin)

      Obrigado, Thiago! A previsão do livro é pra Julho deste ano. Falarei mais sobre ele em breve!

  • Wilson

    CARALHO! Esse é o melhor texto que li nos últimos tempos

    • Denis Carvalho (admin)

      Hahhaha valeu, Wilson!

  • Tiago

    Prefiro textos como esse

    Esse foi sensacional

    • Denis Carvalho (admin)

      Obrigado, Tiago!

  • Vinicius

    Meu! eu sou assim… super observador e flerto dessa forma, só nunca tinha parado pra pensar que isso é uma “tática”, com certeza dps disso, fui aprimorado nesse quesito!! compreendi tudo, li 2x… voltarei a ler daqui algum tempo
    a proposito, se fizer livro, eu compro! rs

    outra coisa: textos grandes!! seus textos sao tao ricos de conteudos que ngm se importa em ler todo ele!
    é empolgante… não é repetitivo… cada linha é um aprendizado.

    Abraços

    • Denis Carvalho (admin)

      Vinicius, essa forma de flerte mais calmo vem com a maturidade. Esse é um dos motivos pelas mulheres gostarem tanto de homens mais velhos.

      E sobre o livro, fica atento que logo eu vou falar mais sobre ele!

      Um abraço!

  • Rodrigo

    Cara, depende do conteúdo. Pra esse você precisou explicar mais ou ficaria meio vazio. Algumas coisas podem ser ditas em poucas palavras, outras não. Não pegue um bom texto “grande” e tente reduzi-lo para caber na paciência de leitura das pessoas. Se o texto for bom elas irão até o fim, não importa o tamanho. Abraço.

    • Denis Carvalho (admin)

      Bom comentário, Rodrigo. Vou levá-lo bastante em conta! Abraço!

  • Tom

    Seus textos estão sensacionais, realmente acredito que não devam se limitar a poucas palavras o mais importante é transmitir seu ponto de vista completo. Textos superficiais existem vários por ai, mas não perco meu tempo com ideias vagas e em seu site tenho encontrado conteúdos realmente relevantes.

    • Denis Carvalho (admin)

      Valeu, Tom! Pelo visto essa opinião dos textos longos é unânime.

  • Vinícius

    Também prefiro textos maiores e mais detalhados. Obrigado pela doação de informações.

    • Denis Carvalho (admin)

      Valeu pelos elogios, Vinícius

  • Prefiro seus textos longos e densos. Aqueles que não consigo ler rapidamente numa pausa no trabalho por exemplo. Gosto dos textos que realmente tenho que parar pra poder absorver tudo. Meus parabéns.

    • Denis Carvalho (admin)

      Legal, Leandro. Então você costuma ler no trabalho? Esse é uma informação útil. Abraço!

  • prefiro texto longo.

    • Denis Carvalho (admin)

      Valeu, João. Bom saber.

  • Antonio

    Caro Denis, parabéns pelo texto! Muito legal o jeito de escrever e com bastante exemplos. Prefiro textos como esses, bem “desenhados”, explicando exatamente cada passagem. E obrigado pelas dicas!

    • Denis Carvalho (admin)

      Valeu Antonio. Levo em consideração cada uma das opiniões.

  • Olá Denis,
    Sou um grande fã dos seus textos, tanto nos temas abordados quanto na maneira como são abordados.

    Descobri este site através de uma pesquisa no Google de como tirar fotos atraentes para colocar no Tinder.
    Para minha surpresa encontrei um site (em dezembro de 2015) que aborda muitos temas que eu costumo perguntar a amigos e que gostaria de saber (como a postagem falando do carnaval).

    Outros sites e revistas abordam o tema de sedução com forte apelo ao consumo de produtos.

    Apesar de ter quase trinta anos, costumava sair com no máximo duas garotas num ano. Melhorei só um pouco, mas estou me divertindo e aprendendo bastante praticando e analisando as ocorrências.

    Sobre o tamanho das postagens: Devem ser do tamanho de um conselho que você daria a um amigo, pois é assim que eu me sinto ao ler seus textos.

    • Denis Carvalho (admin)

      Obrigado, Danilo! Fico muito feliz de descobrir novos fãs. Isso mostra que estou no caminho certo.

      E nunca parei pra analisar os meus textos dessa forma: como um conselho que estou dando para um amigo. Gostei.

  • Francisco Franchini

    Mestre Denis, mais um excelente texto. Muito obrigado por isso. Textos grandes são ótimos, muita informação. Só no aguardo pelos próximos, pelo livro também. Abraço.

    • Denis Carvalho (admin)

      Obrigado, Francisco! Em breve vou ter mais informações sobre o livro! Abraço

  • NICOLAS APARECIDO ALEXANDRINO

    De fato todas as mulheres agem exatamente dessa maneira.
    Se trata do arquétipo mental da princesa arrebatada:ela quer se sentir inocente, pura, ingênua, daí chega o-PRINCIPE não encantado, mas DESBRAVADOR-o que todo homem de verdade tem de ser, vem em todo seu furor-TESTOSTERONA,VIRILIDADE,-e a possui!
    A princesa deve ser sempre inocente ou fingir ser (dom natural delas), o PRINCIPE é que deve ser o TODO PODEROSO ! O GARANHAO!
    No fundo ela quer enlouquecer de emoção Nessahan Alita.

  • Roberto

    Incrível seu texto, amigo. Me fez repensar diversas vezes todo o conhecimento que eu achei ter sobre sedução. Realmente é algo que eu pagaria para ler mais. Vou dar uma olhada no seu material e pensar melhor nessa possibilidade.

    Pelo que andei lendo de você, você realmente faz um excelente trabalho como escritor no ramo da sedução.

    • Denis Carvalho (admin)

      Muito obrigado pelos elogios Roberto! Tenho me esforçado cada dia mais em tentar fazer textos melhores e que alcancem o máximo do público possível. Fico feliz de conseguir colocar em palavras os meus anos de experiência com a sedução.

  • Mette

    Texto longo e detalhado

  • Rogério

    Texto maravilhoso e muito rico. Esse conhecimento é profundo e estamos apenas descobrindo a ponta do Iceberg. Vc é genial e conseguiu desbravar os segredos por baixo do véu feminino. Obrigado mesmo, nunca havia pensado no lado feminino dessa forma.

    • Denis Carvalho (admin)

      Obrigado, Rogério!

  • Dan

    Muito bacana

  • Alexsandro

    Sensacional, um dos melhores textos que já li até agora no site. Realmente temos que prestar mais atenção dos sinais e entrelinhas que as mulheres transmitem. Gostando muito do site, parabéns!

    • Denis Carvalho (admin)

      Valeu Alexsandro!

  • Gabriel

    Para mim, quanto mais explicativo for, melhor. Ah lembro-me de um com 6 tópicos se não me engano. Bem longo, mas excelente.

  • BMA

    Textos longos são melhores!! 🙂

  • Claudio

    Mas é bem assim mesmo que as mulheres agem. Já aconteceu de eu ser elogiado por algumas mulheres por estar usando um certo perfume, e a coisa se desenvolveu a ponto de eu acabar tendo um caso com algumas delas. Agora saber se comunicar dessa maneira deve ser bem difícil! Eu acho que sei alguma coisa só, gostaria de aprender muito mais…virar um expert nessa comunicação indireta.
    Bom, sobre os seus textos Denis, eu prefiro a riqueza dos detalhes como nesse caso. Se o texto ficar longo não importa, porque o conteúdo compensa!

  • Paulo

    Cara…continua assim porque está muito bom. Sou novo aqui no site e estou gostando muito das matérias maiores inclusive. este texto da comunicação foi muito esclarecedor pra mim pois eu ja vinha me interessando sobre o assunto e venho estudando ele de forma mais descompromissada visando somente cultura pessoal e nem sabia como nomear este ato. Gostei muito do texto e estou gostando muito do site em geral. Parabens!

    • Denis Carvalho (admin)

      Valeu, Paulo!

  • Amigo, geralmente não gosto de comentar nos sites. No entanto, esse texto está sensacional, parabéns.
    Queria apenas agradece-lo, consegui aprender e me diverti bastante lendo-o.
    Bom… conheci seu site hj e, apenas neste período de 1:30 h que estou em seu site já li 7 postagens sua, são textos de ótimas qualidades, acredito que você deve fazer-los com a preocupação de passar aquilo que realmente deseja, pois o diferencial em seus textos é a originalidade, dizendo o que realmente quer dizer, as suas intenções, e o modo de pensar.

    Vlw… grande abraço

    • Mais uma coisa, uma crítica construtiva caso você aceite ler.

      Troque o verbo “comer” pelo verbo “transar” ou até mesmo “relação sexual”, “ir pra cama”
      Pow, quem que nunca falou e/ou fala assim né, porém essa forma de se direcionar ao escrever um artigo ao qualquer forma de escrita pega mal,(pelo menos ao meu ver) ela se aplica em um discurso oral, ai claro sem problemas dependendo também da ocasião é obvio.

      No mais parabéns, continue escrevendo. Eu recomendo seu site para vários amigos e até mesmo amigas.

  • Não importa o tamanho do texto. Eu quero aprender o máximo e o melhor possível. Se pra isso, o texto precisar ser gigante, nao tem problema, eu leio tudo. Parabéns pelo site!

  • A cena é no avião ou no trem? achei uma cena mas foi no trem!

    é essa aqui -> https://www.youtube.com/watch?v=S39paDGZ0Ew

    • Denis Carvalho (admin)

      Opa, errei! A cena é a do trem mesmo. Obrigado pela contribuição!

  • Lucas Reis

    Denis camarada tu esmagou nesse, podia ter 3000 palavras kkk .. Não criticando apenas uma observação talvez seja por Eu ser meio lento ainda kkk .. Faltou uns exemplos de negação masculinos pra Eu entender melhor, mais ficou show cara !

  • Sybila

    Denis, encontrei seu site hoje pela manhã e já li quase todos os textos. Confesso que te achei grosseiro nos textos mais recentes, no entanto, há muita verdade em tudo que escreve, nua e crua!
    E se eu, mulher tiver dúvidas quanto a agir com um Alfa, tu ajudaria? haha

    • Denis Carvalho (admin)

      Você sabe muito bem que as mulheres são muito mais grosseiras do que isso em ambientes privativos, não finja o contrário.

      Sobre como agir com um Alfa, um homem masculino, você tem que polarizar com ele. Se ele é masculino, ele quer uma mulher feminina. Um homem masculino e dominante não gosta de uma mulher masculina e dominante.

      São os velhos papéis de gênero em ação aqui.

  • Maurcio Perna

    Essa do cheiro me lembra um caso ocorrido na juventude…. Encontrei numa balada uma colega de faculdade (outro semestre, conhecia de vista). Ela era bonitinha, sem exageros. Mas tinha um perfume tão bom que eu fui me alongando no papo, no início me alonguei só por causa do perfume mesmo, não tinha pensado em pegar, mas não conseguia sair de perto dela…. acabei pegando e namoramos uns 3 ou 4 meses.

    • Denis Carvalho (admin)

      A minha ex pedia para eu espirrar meu perfume no travesseiro dela para ela lembrar de mim. Cheiro é uma coisa muito poderosa.

  • H. Roger

    Olá! Sou novo apreciador deste site e não consigo parar de ler os artigos. Minhas janelas do navegador ficam abertas o tempo todo com os links de artigos anteriores… hehehe. Alguns já li mais de 1X. Vou comprar seu livro !!
    Para mim os textos maiores são melhores pela riqueza de detalhes.

    Neste tema do perfume é muito interessante mesmo quando cita que faz menção a sexualidade. A minha primeira transa (a mulher era bem mais velha; eu 14 ela uns 30 [neste meu caso foda-se “pedofilia” eu desejava muito aquela mulher!! kkkkkk]), voltando, o cheiro dela ficou na minha mente, não sei qual é, mas sempre que alguma garota que passa por mim está usando eu me remeto a aquele momento na hora !! ficou marcado positivamente, graças !

  • Breno

    So tenho a agradecer por um texto assim!! sempre estudei sedução, etc, mais nunca tinha estudado ou ouvido falar sobre isso… muito bacanaa mesmoo….o mundo da sedução é algo gigante e complexo com o universo, ate os mais Experts não sabem tudo!

  • José

    Como eu sou burro, já deixei de ficar com várias mulheres por ficar na dúvida e não arriscar. Como eu trabalho atendendo as pessoas, dar em cima de uma mulher e ela não gostar me daria um grande problema. Mas eu ficava com aquilo na cabeça sem entender se era um elogio simples ou com malícia… Na próxima vou arriscar e vai ser xeque mate, valeu mesmo!

  • Bruno Portella

    Velho, quanto mais o texto for completo e informativo, melhor. Gente com preguiça de ler conteúdo bom, nem conseguiria fazer bom uso do que leu mesmo. Parabéns pela bela disposição das ideias.

  • Caico Bitancourt

    você precisa ser menos sério. Fale com a galera, como vc falaria com seu melhor amigo. Não sou de ler essas coisas, mas até gostei do conteúdo

  • Guilherme

    Olá, sou novo no site e já admiro muito seu trabalho, parabéns. Eu prefiro textos grandes e detalhados.

  • Mergulho Mergulhão

    Grandes e detalhados com exemplos como os dos vídeos mencionados. Sempre senti este tipo de comportamento nas minhas Ex-namoradas e quase sempre dissimulei como se desse de ombros, mas nas primeiras achava que deveria “ter um relacionamento limpo, saudável e sem jogos”. Que tolice. Ainda bem que percebi rápido na prática e agora tenho um arcabouço teórico graças a página.