Skip to main content

Como sair com uma mulher gastando menos de R$20 (pequeno guia para homens sem dinheiro ou mãos-de-vaca)

Hoje eu vou contar a história de um amigo que só se dava mal, mas que é uma lição para todos os homens que gastam rios de dinheiro com encontros e não conseguem sucesso nenhum.

 


 

Alguns dias atrás encontrei com um amigo no bar e começamos a conversar sobre a vida e contar as novidades.

Como sempre, começamos a falar sobre mulheres em algum ponto da conversa.

Ele contou diversas histórias frustrantes sobre as mulheres que ele saía e da quantidade enorme de dinheiro que ele gastava em encontros que não resultavam em nada.

Você já deve imaginar que esse meu amigo é o típico cara bonzinho: ele sempre é extremamente educado, não fala palavrão, pensa muito nas palavras que vai usar antes de falar.. você já conheceu alguém assim.

Bom, como era de se esperar, ele também acreditava que devia “cortejar” uma mulher para conseguir um beijo ou para conseguir levá-la pra cama.

Ele até contou da última vez que saiu com uma garota do Tinder. Ele levou ela até um restaurante alemão, comeu uma bela refeição, bebeu uma dessas cervejas “gourmet” com ela e no fim nem beijou a garota.

Ele gastou R$80 reais numa noite e não conseguiu um beijo. Só a garrafa da cerveja foi R$25.

Nesse momento eu tive que virar pra ele e contar a verdade:

As mulheres estão te usando apenas para conseguir um jantar grátis.

E é exatamente por isso que ele não conseguia beijar nenhuma dessas garotas.

Elas queriam apenas conhecer um novo lugar legal, ser “cortejadas”, receber a validação emocional de alguém que queria muito agradar elas e com isso se sentirem importantes.

Mas isso não gerava nenhuma atração nessas mulheres.

Elas viam logo de cara que ele não teria a coragem e as bolas de dar em cima delas, então quando ele as convidava, elas iam felizes até lá, aproveitavam uma ótima refeição e na hora de ir embora davam um beijo no rosto dele, um tapinha nas suas costas, e diziam o quanto tinham adorado a noite.

Mas depois disso elas simplesmente ignoravam ele no WhatsApp.

E ele continuava sem entender o porque disso acontecer, pois ele estava fazendo “tudo certo”.

Caso você não saiba ainda o motivo de um cara romântico desses não conseguir nenhum sucesso, você precisa ler o meu artigo que fala sobre as diferenças entre os homens que comem as mulheres e os homens que apenas bancam as mulheres.

Agora continuemos ao assunto principal do artigo:

Os melhores lugares para um mão-de-vaca levar uma mulher em um encontro

Nunca dê atenção para aqueles “especialistas” que dão conselhos de ideias de primeiro encontro com uma mulher, dizendo que você deve ser único e especial, que deve levar em um lugar exótico e blá blá blá.

Já li até a besteira de pessoas que aconselham em levar mulheres em bungee-jump, rapel, ou qualquer outro encontro “radical”.

Não faça isso. Mantenha-se no básico.

Não há necessidade nenhuma de chamar uma mulher para um encontro inovador que ela nunca foi na vida. Deixe isso para os filmes românticos.

Ainda mais se você viver uma vida como a que eu gosto de viver, que é a de sair com pelo menos uma mulher nova por semana, você tem que se manter ainda mais básico.

Senão, sua vida vai se tornar um eterno planejamento de encontros e de gastos de dinheiro.

Então, quais são os lugares mais baratos para um mão de vaca?

Um bar barato:

Não tenha vergonha de chamar uma garota para beber em um bar barato.

Não precisa ser o boteco sujo do Seu Jair, onde os tiozões barrigudos de bar se encontram e ficam falando merda a noite toda, tipo o da foto acima.

Mas também não existe necessidade alguma de levar uma mulher em um desses Pub’s que até cobram entrada.

O meio termo é aquele em que uma garrafa de cerveja não passa de R$8.

Levar no bar é um dos melhores lugares que se tem a levar uma mulher porque a cerveja “desinibe”. Tomar duas cervejas e ter uma hora de conversa é mais do que o suficiente para dar o primeiro beijo, falar alguma coisa mais safada, e então convidá-la para assistir um filme na sua casa.

Existem inúmeros bares que são baratos mesmo ficando em bairros caros.

É tudo questão de saber onde ir e de onde levar.

Se a garota gosta de beber, eu chamo ela para um bar em 100% das vezes.

Eu só vou nos outros locais abaixo com garotas que não gostam de álcool.

Econtros com sorvete:

Tomar um sorvete é um dos encontros mais baratos que existem.

Por mais que você vá numa sorveteria super cara que cobre R$15 numa casquinha, ainda assim você vai gastar apenas R$15.

Eu recomendo que você não vá numa sorveteria cara dessas, mas que também não chame ela para tomar uma casquinha no McDonald’s.

Vá num meio termo, nem muito caro nem muito barato.

Uma das coisas boas de sair para tomar um sorvete é que um encontro com sorvete é algo “fofo”.

Na cabeça dela, ela pode criar uma narrativa de que vocês saíram para tomar um sorvete, gostaram um do outro, e terminaram na sua cama, mas que nada daquilo estava programado.

Aquilo aconteceu. Esse é um exemplo clássico de negação plausível

Ela pode até se sentir menos pressionada e mais confortável do que se você tivesse chamado ela para um bar, dependendo da mulher.

(é um pouco raro receber uma objeção de mulheres quanto a um primeiro encontro num bar, mas sempre existem alguns casos)

Nesse caso, sempre recomendo sempre que você tome o sorvete caminhando com ela por alguma avenida movimentada.

Isso vai facilitar muito a interação.

Aí o beijo é a coisa mais fácil do mundo: em algum momento você pede para experimentar o sorvete dela e em 90% dos casos ela vai te dar na boca o sorvete.

Nem preciso dizer o que você tem que fazer depois.

Encontros com comida:

Confesso que chamar uma garota para comer algo é o primeiro encontro que eu menos uso.

Isso acontece simplesmente porque eu só gosto de sair para restaurantes ou para comer lanches e pizzas com mulheres que eu já saí outras vezes.

Mas tem quem goste, então essa parte do guia é para eles.

Como regra, para um primeiro encontro, você não deve levar mulheres em restaurantes.

Restaurante é uma péssima opção porque vocês dois estarão em uma situação um pouco desconfortável e que não é possível escalar para o beijo.

Não dá para falar muito alto em restaurante, soltar palavrões ou flertadas sujas porque as pessoas à volta podem ouvir, os dois vão ter que ficar um de frente pro outro durante uma hora, muitas vezes sem saber o que dizer, muitas vezes preocupado com o que o outro vai achar do jeito que ele come, etc.

Ou seja, fuja de restaurantes.

Há lugares pra comer muito mais simples e rápidos, como por exemplo pizzarias que vendem pizza por pedaço (você pode comer um ou dois pedaços de pizza e já ir embora), ou então temakeria que você come um temaki apenas (apesar que você tem que tomar cuidado porque esses lugares são caros), etc.

A ideia é sempre não gastar muito e não ficar muito tempo em um lugar só.

Coma lá e vá dar uma caminhada, chame ela para um sorvete, etc.

Como lidar com objeções à encontros baratos

Olha, de todas as vezes que eu já saí em primeiros encontros, nunca tive uma objeção quanto a um encontro barato.

Nenhuma mulher nunca me disse “não, vamos no Outback, quero que você me pague um jantar de R$200”.

Se você tem esse medo, perca ele agora porque isso realmente não existe.

Existem mulheres interesseiras?

É óbvio que existem.

Mas mulheres interesseiras a esse ponto de não querer ir tomar umas num bar mais ou menos é quase impossível de achar.

E se você perceber que a garota é um pouco mais fresca, o que você pode fazer é procurar por um bar barato em um bairro “nobre”.

Em São Paulo, na Vila Madalena por exemplo, existem vários bares que são baratos mas que só por estarem num bairro mais requisitados passam a impressão de que eles não são baratos.

Mas se algum dia na vida na vida alguma mulher se recusar a sair em um lugar barato comigo, é simples de resolver:

É só dizer “Se não rolar química entre nós com uma pizza barata, como você espera que eu goste de você pagando R$50 por um bife no Outback?”

Ou algo parecido com isso.

O importante é que você saiba que uma mulher que queira te obrigar a pagar por um encontro caro só está com você pelo seu dinheiro.

Então, se você quer ter algo de mais longo prazo com uma mulher, é bom fazer “testes” com ela.

Não pague tudo, não banque encontros caros, não leve ela apenas para restaurantes caros..

Não acostume ninguém a ter tudo do melhor o tempo todo. Apenas ofereça algo de realmente bom para “recompensar” um comportamento bom.

Se alguém não está com você pelo que você é, não compre o afeto dessa pessoa (namorada, amigo, todos)

Por que não gastar muito dinheiro em um primeiro encontro é a melhor estratégia

Se você quer só comer uma mulher, gastar pouco (ou nada) num primeiro encontro é a melhor estratégia.

Se você quer namorar uma mulher, gastar pouco (ou nada) num primeiro encontro é a melhor estratégia.

Por quê?

No primeiro caso, que você só quer comer a mulher, ao gastar pouco você nunca vai cair na classificação de provedor (ou de macho Beta).

Um provedor, um Beta, basicamente compra a afeição de uma mulher.

Quando um cara paga inteiramente pelo primeiro encontro ele automaticamente é classificado como provedor na cabeça das mulheres.

Se você fizer isso, provavelmente a sua mulher vai adiar o sexo porque ela pode “se aproveitar mais” de você caso saia para um segundo encontro.

Se você só pagar pela sua parte, provavelmente essa mulher vai pensar que você está acostumado a sair com várias mulheres e que não vai conseguir tirar mais nada de você num segundo encontro, então as chances de você comer ela na primeira noite aumentam drasticamente.

As mulheres julgam que um cara que não paga pelo primeiro encontro tem mais valor do que o que paga. Em outros palavras, esse cara é um Alfa.

Parece ser ilógico, mas não é.

Pense pelo lado de uma mulher: pelo menos 80% dos homens querem comprar a afeição dela e o sexo dela com presentes e jantares.

Lá no fundo da mente dela, ela sabe que um cara que tá pagando o jantar dela porque ele quer comer ela.

E ela sabe que por volta de 20% dos homens sabem que não precisam pagar nada pra ela para comê-la.

Entre o cara que sabe que não precisa pagar pela afeição dela e o cara que paga pela afeição dela, sabe qual por qual dos dois ela vai sentir mais tesão?

Você acertou. É o cara que sabe que não precisa pagar nada pra comê-la.

Agora vamos ao segundo caso, se você quiser namorar uma mulher.

Bom, nesse caso eu já expliquei um pouco anteriormente.

Se uma garota é incapaz de se divertir com você tomando um sorvete, o que leva você a crer que ela vale um jantar em um restaurante que a refeição vai sair R$200?

Você realmente gostaria de namorar uma mulher que exige de você que absolutamente tudo o que vocês irão fazer dali em diante será algo caro e que você irá pagar tudo?

O que essa mulher te ofereceu para merecer que você pague tudo para ela num primeiro encontro?

Pare um pouco e pense bem nisso:

Por que é que caralhos você vai gastar um monte de dinheiro com uma mulher que você nem sabe se combina com você?

E se ela for uma escrota, se ela tratar mal o garçom, se ela for uma psicótica, se ela te desrespeitar, você ainda vai querer pagar o jantar?

Mesmo que ela seja normal, não seja uma pessoa ruim, mas que ela seja entediante, que ela não dê risada das suas piadas, não goste do seu humor, dos seus gostos.. ainda assim, por que você vai pagar pelo jantar dela?

É por isso que primeiros encontros em restaurantes são uma terrível ideia.

É por isso que pagar por um primeiro encontro é uma terrível ideia.

Ela ainda não te ofereceu nada de valor para que você queira recompensá-la.

E agora pensa comigo:

Alguma vez na vida você conheceu algum homem que parecia ser legal e pensou com você mesmo “porra, vou levar ele num lugar muito louco e pagar tudo por ele, tomara que ele vire meu amigo assim!”

Se você nunca pensou em pagar um jantar para um cara se tornar seu amigo, mas pensou em pagar um jantar para uma mulher para comer ela, o seu diagnóstico é bem claro:

Você paga jantares para mulheres única e exclusivamente porque elas tem um buraco no meio das pernas.

É muito simples e eu acho incrível que sejam poucos que consigam enxergar isso.

Você nunca pensa no processo de criar a amizade com algum homem como algo que você tem que pagar para ser amigo dele.

Por que você pensa que precisa pagar para uma mulher querer dar pra você? Ou por que você pensa que precisa pagar para uma mulher para ser sua namorada?

O que você deve tirar de lição deste artigo:

Não pague por primeiro encontros.

Não leve a garota em restaurantes caros.

Não se coloque na posição de provedor.

Não ache que você precisa oferecer dinheiro em troca da afeição e do sexo dela.

Cresça como homem e faça com que ela queira dar a afeição (e outras coisas dela) para você sem que você tenha que recorrer a esse tipo de atitude.

Um homem másculo e confiante não precisa pagar para comer ninguém.

 

AJUDE UM AMIGO A GASTAR MENOS DINHEIRO COM MULHERES, COMPARTILHE ESTE ARTIGO COM ELE:

 

  • gustavo

    Cara,nunca tive esse problema de levar mulheres em lugares caros,sempre levei em barzinhos ou sorveteria,n me lembro de uma conta de mais de 30 reais,porém só divido quando a garota se oferece,se ela n fala nada vou lá e pago,vc acha muito errado msm sendo uma conta tão pequena?Se por exemplo,o garçom chega com a conta,ao invés deu ir lá e pagar eu devo falar com a moça pra dar a parte dela?

    • Denis Carvalho (admin)

      Olha Gustavo, depende muito. Se é uma garota do Tinder ou de aplicativos que eu só quero comer e nunca mais falar com ela, eu não pago de jeito nenhum.

      Se é uma garota que eu conheço melhor e existe algum potencial de ter algo a mais além de uma foda, eu pago contas pequenas, mas logo digo “eu pago essa, e a próxima é sua”. E eu realmente faço ela pagar a próxima. Claro, faço tudo de forma leve, levando na brincadeira.

      • Mas cara, é essa q é a questão…
        Vc disse q “ñ paga de jeito nenhum”, se vc ñ quer manter ela pra outras vezes…
        Mas como vc faz isso?
        Vc fala, q ñ vai pagar? Vc dá algum indício? Como, especificamente, vc faz?

        • Denis Carvalho (admin)

          Então Zé, eu não falo nada para a garota antes.

          Simplesmente na hora de pagar a conta eu só falo “Passa a metade no cartão” e deixo que a mina pague a outra metade. Eu não dou a mínima se ela vai gostar ou não.

          Mas exagerei no “não pago de jeito nenhum”, porque se a conta dá R$5~R$10 eu fico é com preguiça de dividir a conta e acabo pagando tudo.

          Nunca ouvi nenhuma reclamação quanto a isso.

  • Pô, cara… curti o artigo e concordo plenamente com ele…
    Mas, como fazer pra ñ pagar o encontro sempre?
    Pq tem mulher q é babaca e vai sem dinheiro pro encontro, já pra dar aquele migué e fazer com q vc pague…
    O ideal é já, qdo chamar pra sair, avisar q cada um paga o seu? Q vc ñ vai pagar pra ela?
    Pq aí, se ela ficar de frescura dizendo q o homem q tem q pagar, vc vai e dá um passa-fora logo nela… seria assim q deveríamos agir?
    Já chegar falando q ñ vai pagar, antes de combinar?

    • Denis Carvalho (admin)

      Zé, é só seguir o que eu falei mesmo. Leva pra um lugar barato e se vc tá com receio que ela não vá pagar, toma 2 cervejas e já chama pra casa.

      Eu não costumo dizer “cada um paga o seu, ein” porque acho muito difícil dizer isso sem a garota ter uma reação negativa (mesmo que ela não demonstre).

      • Mas aí vc paga o q ela consumiu tb, nesse caso?

        • Denis Carvalho (admin)

          Não, não pago. Se a conta dá mais de R$10 eu nunca pago. Faço como disse: qdo chega a conta, eu peço pra passar metade no meu cartão.

          Mas cara, o importante é SEMPRE deixar o clima positivo e amigável. Não vá fechar a cara e se fazer irredutível de forma chata: se a mina reclamar, faça alguma piada em cima dela que ela só te quer pelo seu dinheiro e pelo seu corpo sexy, tire um sarro dela, mas faça ela pagar.

          Se a mina não tiver dinheiro mesmo, aí não tem o que fazer né. Vc paga, mas aí faz ela te compensar de outro jeito.

  • Caio

    Conheci esse site há pouco tempo, e tô aprendendo bastante. Mas estou com uma dúvida. Eu não tomo cerveja e raramente bebo outras coisas quando saio, ainda mais agora que a lei tá bem pesada pra quem bebe e dirige. Vcs acham que seria estranho chamar uma garota pra um bar, só ela beber e eu ficar só na Coca? Mesmo eu avisando ela antes? Ou eu largo mão e levo ela pra uma das outras opções?

    • Flávio

      Cara, acho melhor as outras opções…
      Pq, vc ñ beber, vai acabar inibindo a mulher de beber na sua frente. Ela ñ vai ficar muito segura, pq vc vai tá sóbrio e ela alcoolizada… Fora q ela vai ficar com vergonha, com receio de vc julgá-la por isso…
      Sabe como é q são as mulheres, né?
      Acho melhor ir na do sorvete…
      Ou então, escolhe um bar perto pra vc e vai de uber.

      • Denis Carvalho (admin)

        Ou o que eu falei, ou o que o Flávio falou. Tá certinho.

        Vai de Uber e já escolhe um bar perto da sua casa (ou de um motel).

    • Edu

      Se leva para um café, confeitaria, sorveteria… Se for durante o dia acredito ser mais difícil ter problemas com lei seca. Comenta com ela qdo convidar para sair essa situação, ela vai entender.

    • Denis Carvalho (admin)

      Caio, se vc não vai beber, o melhor seria o sorvete mesmo. Mas se vc for pro bar e vc não beber, não tem problema algum também. Eu já saí com garotas que não bebiam, e já tiveram vezes que eu mesmo não bebi (por estar tomando remédio). Nada mudou.

  • Anderson

    Gastei dezenove conto numa esfirraria essa semana. kkkk Ainda levei pro motel, mas na hora de pagar a conta ela ainda se ofereceu pra ajudar e eu rejeitei, depois me arrependi, era pra ter aceito. Afinal de contas, os dois sentiram prazer.

    • Denis Carvalho (admin)

      “Afinal de contas, os dois sentiram prazer.”

      É exatamente isso que os homens tem que entender, ela não fez favor nenhum em dar pra você: os dois estavam com tesão e sentiram prazer.

      Uma ótima coisa a fazer é dar um reforço positivo quando ela se oferecer a pagar, dizer um simples “Adoro mulheres independentes assim, ganhou meu respeito” olhando no olho já é o suficiente pra que ela sempre se ofereça pra pagar a partir de então.

      Se vc não aceitar que ela pague da primeira vez, é bem provável que ela não vá oferecer pra pagar da segunda vez.

  • Se o primeiro encontro for apenas duas garrafas de cerveja e a conta ficar menos de R$ 20, não há problema em pagar.

    Se vocês foram a um bar mais chique, tomaram chopes mais caros, ou então você cometeu o erro de levar ela pra jantar no 1° encontro, a conta deve ser dividida.

    Se você pagar, ela vai te ver como um beta provedor.
    Ela verá que você é um macho fraco, que precisa comprar as mulheres pra conseguir atenção. Certamente você é um homem sem opções. Ela perderá o tesão em você.

    Mesmo que você tenha muito dinheiro e gastar R$ 200 não faça diferença, você não deve pagar isso no primeiro encontro, pra ela não perder o tesão em você por ser um beta, e pra não querer se aproveitar de você no futuro.

    Se você já tem uma renda apertada, em que pedir pizza sozinho já é certo luxo, e daí ainda paga uma conta cara pra impressionar a donzela, você é realmente muito otário(mas pode mudar!). Precisa ler o novohomem.com, o mundo Realista e as obras de Nessahan Alita de cabo a rabo!

    Parabéns novamente ao novohomem.com pelo excelente artigo!
    Esse artigo não trata unicamente de como não perder dinheiro a toa, mas trata também de como ter uma postura Alfa pra que a mulher veja isso, e não o veja como um beta provedor e ainda queira se aproveitar de você.

    Eu já vi Alfas endinheirados que são os que menos gastam dinheiro com mulheres. A única coisa que eles oferecem às mulheres é sua energia, sua presença e companhia, se elas quiserem mais que isso, que vão pregar em outra freguesia…

    • Denis Carvalho (admin)

      TheOak, como sempre, adicionando imensamente ao artigo.

      Não tenho muito o que dizer, leiam esse comentário de novo.

  • Paulo

    Cara, nem libera o meu comentário. Só queria dizer que está faltando a parte do final da conversa com seu amigo, já vai direto para os melhores lugares, ficou sem sentido a transição.

    Excelente artigo, sugestão de outro artigo pra complementar este: logística do encontro. Onde levar depois, ter opções, meios de transporte, etc.. Pra mostrar pra essa molecada que da sim pra levar mulher a pé e em hotelzinho barato..senão ficam naquela de precisa ter carro e morar sozinho..hahahahha

    • Denis Carvalho (admin)

      Nossa cara, nem percebi o erro hahaha. Obrigado pelo toque.

  • Alfredo

    Eu nunca levo mulher para sair, só me interessam as que tem iniciativa e me convidam para sair. Se mais homens fossem assim esse tipo de texto idiota não existiria.

    Mulheres interesseiras existem por causa de manginas imbecis como você.

    • Ciro

      Valeu, bonzão…
      Tu é o cara, mesmo.
      O famoso pica de 5 metros.

    • Denis Carvalho (admin)

      Exatamente Alfredo, tenho certeza que você tá nadando em buceta neste exato momento.

      • Renato Lira

        Sério, Denis, pq vc aceitou o comentário desse bobalhão aí?
        Tá na cara q é um mané q ñ pega ninguém, querendo pagar de galo…
        Deve ser um daqueles extremistas da Real, q só falam besteiras.

        • Denis Carvalho (admin)

          Porque às vezes sou burro. Na real é porque eu gosto de mostrar como existe gente que não entende como o mundo realmente funciona e acabam projetando o “extremo alfa” que existe dentro deles.

          Todos os dias recebo dezenas de xingamentos nos comentários e nenhum passa. 99% dos xingamentos são de mulheres, mas às vezes aparecem uns caras que lançam dessa besteira também.

    • Leandro Maciel

      Brother, faz um favor pra humanidade, na boa.

      • Denis Carvalho (admin)

        Leandro, editei seu comentário só pra não ter mais tretas nos comentários. Nem sei porque aceitei, mas agora que já foi, deixa pra lá.

        Um abraço!

    • Rafael

      Deve ser fake de feminazi querendo trollar.

  • Estou passando dois links abaixo, o primeiro é um video de uma mulher explicando como fazia, e o segundo é um texto mais simples de alguém que fazia a mesma coisa.

    São mulheres de NY que entravam em sites/serviços de relacionamentos pra conhecer caras e conseguir jantares grátis pagos pelos otários, ops, digo, cavalheiros.

    Uma fazia isso cinco vezes por semana. Ela combinava de encontrar o cara em algum lugar público, pra não ter de passar o endereço, e o cara a levava pra jantar em algum lugar legal e pagava a conta. Cada dia ela fazia isso com um homem diferente. A intenção era unicamente jantar bem de graça todo dia.
    E ela não podia sair muitas vezes com o mesmo cara pra isso dar certo.

    E aí, você quer ser esse paspalho?!

    Link 1(Video):
    http://abcnews.go.com/GMA/video/woman-dates-free-dinner-match-15112192
    Link 2:
    http://www.businessinsider.com/confessions-how-she-made-1200-a-month-using-matchcom-2011-11

    • Denis Carvalho (admin)

      Ótimos vídeos, TheOak.

      É uma pena que não mostraram nenhum dos caras que pagaram pelos jantares. Percebam bem: uma garota sem graça, cheia de maquiagem, que anda toda desengonçada e ainda tem uma voz toda anasalada, foi capaz de fazer centenas de homens pagarem pela sua comida. E ela ainda foi na TV se gabar por isso.

      E quem foi o cara que ela decidiu namorar? Um cara com o qual ela “paga bastante” pelos encontros que eles saem.
      Alfa fode, beta banca, bem aqui, estampado na cara de todos.

      Não seja um desses caras que queimam seu dinheiro apenas pela oportunidade de ouvir uma voz de matraca vomitando palavras e mais palavras sobre a chatice da vida dela.

    • Marcelo

      Puta merda…
      Olhando esses vídeos com outros olhos…
      Mano, a mulher nem gata é. Normalzinha pra caramba. Nariz escroto.
      fora q deve tá lotada de maquiagem.
      Q merda.
      E pensar q damos moles, por causa de mulheres fracas assim…
      É bom ver esse tipo de coisa, pra deixarmos de ser otários.

      • Denis Carvalho (admin)

        Sim, Marcelo. O que mais me irrita nessa mulher é a voz dela. Imagine ter que ouvir essa desgraçada falando com você todos os dias.

        Imagine ter que acordar com essa gralha gritando no seu ouvido.

        É incrível como tem homens que se rebaixam tanto.

      • Ela jantava com algo em torno de 20 homens diferentes por mês. Não citaram por quantos meses exatamente ela fez isso. Mas ela pode ter conhecido desde algumas dezenas de homens, até centenas. E jantou desde coisas mais simples, como hamburgueres, a outras bem chiques.

        E você paspalhão, acha que se juntar suas moedinhas e levar a donzela num restaurante chique ela vai ficar caidinha por você??
        HA HA HA

        As mulheres que você conhece e que já passaram da adolescência há algum tempo, comumente já viveram mais emoções “amorosas” do que você viveria em dez vidas. Elas já conhecem os melhores motéis, os mais variados restaurantes, passearam em carros com banco de couro, teto solar…

        Não gaste mais do que tem pra impressionar uma mulher. Além de ser burrice/estupidez, isso não funciona.

        • Denis Carvalho (admin)

          “E você paspalhão, acha que se juntar suas moedinhas e levar a donzela num restaurante chique ela vai ficar caidinha por você??”

          Isso é algo que eu deveria ter falado para o meu amigo.

  • José

    Fala sobre o momento que as mulheres escolhem para começar, dar um tempo ou acabar a relação. Exemplo: Final de ano, perto da data de aniversário dela etc para iniciar uma relação; uma viagem para dar um tempo; e carnaval para acabar a relação.

  • Alexsandro Pimentel de Almeida

    Denis muito bom artigo, moro em uma capital q tem praia, barzinhos e sorveterias de qualidade so q sao longe da minha casa e de moteis e nao tenho carro. Como proceder?

    • Denis Carvalho (admin)

      Alexsandro, aí não tem jeito né cara, é Uber ou Taxi ou transporte público.

  • Poucas vezes na minha vida li um artigo tão legal e q vou levar pro resto da vida! Vlw