Entenda essa verdade LIBERTADORA, mesmo que você se sinta depressivo inicialmente

Entenda essa verdade LIBERTADORA, mesmo que você se sinta depressivo inicialmente

Você é a única pessoa do mundo que é capaz de fazer algo pela sua própria felicidade.

Além dos seus pais e (alguns poucos) familiares, ninguém se preocupa, lá no fundo, se você está realmente bem ou não.

Isso te deixa triste? Isso te faz depressivo?

Sim, provavelmente. Quando você pára e pensa nisso pela primeira vez, isso machuca bastante.

Mas lembre-se: você não pode fazer nada para mudar isso.

Aliás, você pode.

Você pode mudar a forma como você ENCARA essa verdade inconveniente.

Você está aqui lendo isso, então você é capaz de pelo menos tomar alguma atitude.

Você pode se preocupar mais com você mesmo, se tratar bem, cuidar da sua saúde mental e física, se rodear de boas pessoas, lutar todos os dias para se tornar um pouquinho melhor do que você era no dia anterior.

E se tornar uma pessoa melhor para você mesmo.

E aí quando você perceber que, realmente, ninguém dá a mínima pra você, você entende que o sentido da vida é você quem decide.

Você percebe que ninguém mais nem sente emoções ao lembrar que grandes nomes se foram, nomes como Steve Jobs, ou Carrie Fisher, ou Ayrton Senna, ou Ernest Hemingway, ou quem lá que seja o seu ídolo.

Quando você percebe isso, isso te faz mais presente no momento.

Você percebe que algum dia você também vai morrer.

E quanto mais você pensar que a sua estadia aqui na terra é limitada, mais você vai sentir prazer nas pequenas coisas da vida.

O seu café vai ficar mais gostoso.

O pôr do sol vai ser mais bonito.

Um dia chuvoso não vai ser mais um empecilho.

Encher os seus pulmões de ar será prazeroso.

Entender que ninguém se importa com você, no final das contas, é libertador.

 

 

LIBERTE UM AMIGO, COMPARTILHE COM ELE: