Como identificar um homem alfa? E como diferenciar ele do homem beta?

Uma das maiores discussões que existe quando se fala em poder masculino é sobre o que é ser um homem Alfa.

Todos – eu, você, sua irmã, sua amiga, sua paixão não-correspondida, até mesmo sua mãe – sabem identificar um homem Alfa assim que elas olham para ele.

Mas dificilmente conseguiriam explicar em poucas palavras o que significa ser Alfa.

Já a explicação sobre o que é um homem beta é muito mais simples e intuitiva.

Neste artigo eu vou explicar a diferença entre os dois tipos de homens.

Ninguém é Alfa o tempo todo ou Beta o tempo todo. Alguns Betas às vezes tem lapsos de Alfa, assim como um Alfa pode ter lapsos de Beta.

Muitas vezes o Alfa acaba se tornando um Beta ao longo de um relacionamento com uma mulher, já o oposto quase nunca acontece.

Por último, você tem que entender que ser Alfa ou ser Beta nada mais é do que uma questão de atitude: se o mais Beta dos Beta’s tiver uma epifania e da noite pro dia começar a ter atitudes Alfa, ele se tornará um homem Alfa.

Repito: ser Alfa é apenas uma questão de atitude.

O que é o homem Alfa

sexo a 3 homem na cama com duas mulheres

Um Alfa é o homem que todos homens sonham em se tornar.

As duas maiores características dele são sua confiança e sua assertividade, ou seja, ele tem respeito próprio.

O Alfa é confiante porque sabe de seu valor e ele sabe de seu valor porque ele é assertivo com suas opiniões.

Ele tem limites bem estabelecidos e não deixa que ninguém os ultrapasse. Se os limites forem ultrapassados há punição.

A punição só ocorre, mais uma vez, porque ele é confiante: um homem inseguro não conseguiria punir sua namorada por medo de perdê-la.

Um Alfa não se importaria em perder uma mulher que cruza seus limites deliberadamente, então ele a pune.

Mas essa punição nunca é física.

A punição acontece de diversas formas: cortar o contato por um período de tempo, dar uma bronca, terminar o namoro, etc.

Nunca, em hipótese alguma, o Alfa recorre à violência física a menos que seja para se defender de uma violência contra ele.

E isso na relação com ambos os sexos: um alfa não perde seu temperamento.

Essa característica é chamada de assumir seu papel.

O papel de um homem Alfa em um relacionamento é o de ser o líder e um líder tem que tomar uma série de atitudes que o coloquem no papel de líder, do contrário a mulher vai assumir a direção do relacionamento.

Um Alfa age de maneira racional e calma, qualquer atitude fora disso está distante do seu caráter.

Como exemplo de homem alfa, imagine dois ambientes de trabalho

Em uma empresa, o chefe é um homem calmo e sereno. Suas atitudes são racionais e sempre que alguém pisa na bola ele o pune da maneira mais justa possível.

Ele é capaz de manter sua atitude serena nas mais adversas situações e aceita críticas de forma racional. Este é o exemplo prático de alguém que ao manter firme seu papel de chefe recebe o respeito de todos seus subordinados.

Podemos dizer que ele é um Alfa no ambiente de trabalho.

Agora imagine um ambiente de trabalho em que o chefe é explosivo e perde a calma a toda hora.

Ele ofende os subordinados e sempre responde de forma emotiva.

Nunca ninguém o critica por medo de sua reação desproporcional, mesmo que vejam que ele esteja fazendo alguma merda muito grande. Na verdade, todos querem ver ele se ferrando porque, lá no fundo, ninguém gosta dele. De fato, ninguém gosta de alguém que tem um caráter tão fraco assim.

Ele não é capaz de assumir seu papel de chefe justamente por não ter um caráter forte.

Podemos dizer que este é um Beta no ambiente de trabalho.

No exemplo que eu dei, o homem que assume o papel de chefe tem que ter uma série de características pré-definidas de um bom chefe.

Se ele não tiver essas características, dificilmente conseguirá direcionar seus subordinados de forma eficaz.

Ele continuará sendo um chefe apenas pela questão hierárquica, por imposição da empresa, e não porque os empregados respeitam sua direção.

Já na hora do sexo, o homem Alfa indiscutivelmente é o que mais atrai mulheres.

Ele sabe de seu valor, ele tem seus objetivos pessoais e ele assume seu papel de homem.

Ao saber do seu valor ele não se deixa ser desrespeitado por nenhuma mulher.

Qualquer mulher que o trate com desrespeito repetidamente é cortada de sua vida.

O comportamento padrão de qualquer Alfa quando desrespeitado segue uma sequência mais ou menos padrão. Se for um desrespeito médio, ele deixa claro que este tipo de comportamento não é aceito por ele e que não quer que aquilo se repita. S

e o comportamento se repetir, ele escolhe entre dar um ultimato (“repita isso e eu termino com você na hora”) ou então ele corta a relação.

Se for um desrespeito muito grande o costumeiro é cortar a relação sem dar uma segunda chance (como no caso de uma traição, por exemplo).

Ao ter seus objetivos pessoais, que nada tem a ver com as mulheres em sua vida, o homem Alfa é um desafio a ser vencido.

Nós vivemos em um mundo tão feminilizado, tão bestializado, que hoje o maior objetivo da grande maioria dos homens é somente o de ter uma mulher que ao seu lado.

E esses homens fazem de tudo para mantê-la junto de si, se sacrificando sua vida e dando a maior parte da atenção de suas vidas para elas.

Quando um Alfa mostra que a vida dele tem um objetivo traçado e que se uma mulher quiser participar de um pedaço disso ela tem que se mostrar importante para seu caminho, ela percebe que isso é algo que ela nunca viu na vida e se sente desafiada.

A partir do momento que ela aceitou o papel secundário dela dentro da vida do Alfa, a vida dele fica muito mais fácil e com menos dramas.

Ao assumir o seu papel de homem na relação, ele apenas está fazendo jus à programação biológica (na maior parte) e social (na menor parte).

É esperado de um homem que ele dê a direção ao relacionamento; que as mais diversas decisões dentro da dinâmica do relacionamento, mesmo que discutidas em conjunto, tenham dele a palavra final; que ele conduza a vida sexual; que ele imponha os limites da relação; que ele mostre o tipo de homem ele é para que ela saiba que tipo de garota ela deve ser.

Essa questão de “assumir o papel” é muito mais profunda do que o parágrafo anterior mostrou.

Vou dar mais dois exemplos pra deixar muito claro o que você deve entender:

Exemplo 1.

encontro magico horoscopo

Um homem derruba um copo no chão, sem querer, e ele se despedaça todo. Sua namorada fica brava e o xinga de idiota.

(importante: este exemplo, como todos os outros, podem acontecer tanto com namorada quanto amigo, parente, chefe, etc.)

Um Beta aceita que errou, se sente mal por ter errado, pede as mais sinceras desculpas e limpa toda a bagunça.

Essa atitude fraca dá início a um efeito que não iria acontecer com o Alfa: a namorada vai se alimentar de seu pedido de desculpas e então vai sentir ainda mais raiva, causando ainda mais xingamentos (já que o primeiro xingamento foi aceito, isso quer dizer que ele realmente é um idiota).

No fim, ele vai sair como o “errado” da situação mesmo sem ter feito toda essa bagunça sem querer. Ao final de tudo, ele acaba de fato se sentindo um idiota.

O Beta pode ter outras atitudes como xingar de volta, não limpar a bagunça que causou, ir embora irritado, gritar, etc. Ou seja: ele vai ter uma reação emocional FORTE a isso.

O resultado é sempre negativo e ele continuará a ser desrespeitado por não assumir o papel de homem. Na verdade, quando ele cria ainda mais drama que o necessário isso o coloca em uma posição ainda mais inferior.

Por outro lado, quando isso acontece com um homem alfa…

Um alfa vê o problema, conserta ele (limpa a sujeira que ele causou) porém não pede desculpas – afinal, ele não fez aquilo por querer.

Além de não pedir desculpas ele não aceita o desrespeito de ser xingado.

Mas ele não fica bravo, ele não grita, ele não xinga de volta, ele não perde sua compostura.

Ele basicamente diz que não aceita aquele tipo de comportamento e exige desculpas pelo desrespeito.

“Eu não fiz isso por querer e não causei mal a ninguém. Você, por outro lado, me xingou com a intenção de me desrespeitar. Eu quero que você se desculpe agora.”

Simples, direto, sem drama, sem frescura. Uma pessoa adulta, diante de tal atitude, se desculparia sem questionar.

Agora, essa resposta pode surtir diversos efeitos:

– Ela pede desculpas por ter feito ele se sentir assim.

Perceba como essa é uma desculpa terrível: ele não pediu desculpas por ter desrespeitado ele, ela pediu desculpas por ele ter se sentido mal.

Isso demonstra que ela não acha que o que ela fez está errado, pelo contrário, ela está certa. O problema na verdade foi o sentimento de quem foi ofendido.

Esse é um pedido de desculpas falso, muito utilizado por quem tem um ego grande incapaz de aceitar que errou.

Um Alfa não aceita uma resposta dessas.

– Ela não se desculpa e dá início a uma discussão.

Isso é muito comum pelo mesmo motivo acima: ela tem um ego grande que não aceita que errou.

Por não ter maturidade suficiente, a resposta é basicamente querer transferir a “culpa” para o outro.

  • Esse copo foi a minha vó que deu, blá blá blá“;
  • Você poderia ter me machucado, blá blá blá“;
  • Você nunca presta atenção em nada, seu desastrado, blá blá blá“;
  • etc.

Este tipo de atitude não pode ser aceito.

O homem que se respeita não dá atenção pra nenhuma dessas besteiras e responde calmamente . Algo simples como “Eu não aceito essa sua atitude infantil. Volte a falar comigo quando aprender a reconhecer seus erros como uma pessoa adulta“.

Mais uma vez: calmo e sereno. Não precisa de nada mais, não precisa se alterar, não precisa ficar bravo.

E aí se ela não mudar de atitude, o homem que se respeita dá a maior punição que ela pode receber: ele deixa de dar atenção pra ela.

Ele vai embora, ele deixa de responder suas mensagens, ele não dá nenhum tipo de atenção até que ela corrija seu comportamento.

Exemplo 2.

capa livro acredite estou mentindo ryan holiday

Um homem descobre que a namorada mentiu sobre algo “pequeno”.

Ao questioná-la ela diz que isso não passou de uma mentira pequena, sem importância, e que ele não deveria se rebaixar a se preocupar com algo insignificante assim.

Nota: este exemplo aconteceu com um amigo meu.

Este meu amigo tem tendências Beta. Quando ela disse que ele não deveria se rebaixar, ele realmente se sentiu rebaixado. Ele se sentiu um idiota por se preocupar com algo tão pequeno. No final, ele pediu desculpas pra ela.

Veja bem: a namorada dele foi a pessoa quem mentiu mas no final foi ele quem pediu desculpas por se preocupar com uma mentira “tão pequena”.

Essa tática de envergonhamento é uma arma muito antiga, que nunca perdeu sua eficácia.

Essa tática transfere a culpa do erro para o outro: a pessoa nunca é responsável pelas suas atitudes, a ação sempre aconteceu por algo exterior a ela.

  • Eu mandei foto pelada pra outro cara mas você traiu a minha confiança por ter mexido no meu celular!”;
  • Eu só saí com aquele cara porque você nunca me dá atenção!“;
  • Como você é infantil de se preocupar com isso“;
  • etc.

Esses exemplos são a demonstração do que isso tudo é, na realidade: uma tática pra fugir da culpa.

Se o cara aceita essa fuga ou se ele aceita ser envergonhado, ela ganhou. Simples assim.

Esse meu amigo conversou comigo depois do fato e eu expliquei tudo isso pra ele. Ele tinha se sentido traído por ela ter mentido pra ele mas no final se sentiu mal por ter se preocupado tanto com algo tão pequeno.

Ou seja, ele caiu na armadilha.

Aí eu questionei ele: se o assunto que ela mentiu era algo realmente tão pequeno assim, então por que caralho ela teve que inventar uma mentira pra encobrir o fato? Existe alguma lógica nisso?

Claro que não. Se não tivesse importância ela não precisaria se rebaixar a inventar uma mentira.

Outra coisa importante que ele não pensou: ao aceitar a “mentira pequena” como algo banal, isso dá margem para que sejam aceitas “mentiras maiores” no futuro.

Agora, se um Alfa lida com isso, a situação muda.

Ele expressa que está decepcionado com a mentira dela e mostra pra ela que foi ela quem se rebaixou ao ter a atitude imoral de inventar uma mentira pra encobrir qualquer assunto que seja.

Vamos ser claros aqui: é óbvio que ela vai continuar mentindo, assim como todos os seres humanos deste planeta mentem diariamente (eu, você, todos nós mentimos).

Isso não vai mudar. O que vai mudar na atitude dela, daqui pra frente, é que ela vai pensar duas vezes antes de mentir pra ele.

Já o Beta, por outro lado, não vai causar esse efeito.

Ela não vai se questionar em momento algum antes de inventar outra mentira pra ele pois sabe que ele “não vai se rebaixar a se preocupar com uma mentira pequena“.

Duas coisas importantes:

Eu costumo usar como exemplo mulheres, mas todos os seres humanos usam dessas táticas.

Apenas uso a figura feminina aqui porque a gente está falando de relacionamentos.

Porém, pessoas de ambos os sexos utilizam essas táticas; mães, pais, amigos, colegas de trabalho, chefes, etc.

Todos usam.

Por isso não se engane achando que homens (ou mesmo você) não usam dessas táticas.

– A punição, que eu tanto falo, é pra ser sempre pensada de maneira serena e lógica.

Nunca, nunca, deve ter como resposta uma agressão física.

A melhor punição é, como mostrarei num artigo futuro, a ausência da sua atenção.

Ela fez algo de errado? Pare de dar atenção.

Ela continua fazendo algo de errado repetidas vezes? Diga pra ela que se repetir mais uma vez você vai cortar a atenção dela pra sempre, terminando com ela.

Não há nada pior pra elas (e que aumente ainda mais o respeito que ela tem por você) do que mostrar que ela precisa mais de você do que você precisa dela.