Como sair com uma mulher gastando R$20 (guia do pobre)

  • guia rapido para maos de vaca pouco dinheiro primeiro encontro

Como sair com uma mulher gastando R$20 (guia do pobre)

Hoje eu vou contar a história de um amigo que só se dava mal, mas que é uma lição para todos os homens que gastam rios de dinheiro com encontros e não conseguem sucesso nenhum.


 

Alguns dias atrás encontrei com um amigo no bar e começamos a conversar sobre a vida e contar as novidades.

Como sempre, começamos a falar sobre mulheres em algum ponto da conversa.

Ele contou diversas histórias frustrantes sobre as mulheres que ele saía e da quantidade enorme de dinheiro que ele gastava em encontros que não resultavam em nada.

Você já deve imaginar que esse meu amigo é o típico cara bonzinho: ele sempre é extremamente educado, não fala palavrão, pensa muito nas palavras que vai usar antes de falar.. você já conheceu alguém assim.

Bom, como era de se esperar, ele também acreditava que devia “cortejar” uma mulher para conseguir um beijo ou para conseguir levá-la pra cama.

Ele até contou da última vez que saiu com uma garota do Tinder. Ele levou ela até um restaurante alemão, comeu uma bela refeição, bebeu uma dessas cervejas “gourmet” com ela e no fim nem beijou a garota.

Ele gastou R$80 reais numa noite e não conseguiu um beijo. Só a garrafa da cerveja foi R$25.

Nesse momento eu tive que virar pra ele e contar a verdade:

As mulheres estão te usando apenas para conseguir um jantar grátis.

E é exatamente por isso que ele não conseguia beijar nenhuma dessas garotas.

homem abraçando de forma estranha

Elas queriam apenas conhecer um novo lugar legal, ser “cortejadas”, receber a validação emocional de alguém que queria muito agradar elas e com isso se sentirem importantes.

Mas isso não gerava nenhuma atração nessas mulheres.

Elas viam logo de cara que ele não teria a coragem e as bolas de dar em cima delas, então quando ele as convidava, elas iam felizes até lá, aproveitavam uma ótima refeição e na hora de ir embora davam um beijo no rosto dele, um tapinha nas suas costas, e diziam o quanto tinham adorado a noite.

Mas depois disso elas simplesmente ignoravam ele no WhatsApp.

E ele continuava sem entender o porque disso acontecer, pois ele estava fazendo “tudo certo”.

Caso você não saiba ainda o motivo de um cara romântico desses não conseguir nenhum sucesso, você precisa ler o meu artigo que fala sobre as diferenças entre os homens que comem as mulheres e os homens que apenas bancam as mulheres.

Agora continuemos ao assunto principal do artigo:

Os melhores lugares para um mão-de-vaca levar uma mulher em um encontro

Nunca dê atenção para aqueles “especialistas” que dão conselhos de ideias de primeiro encontro com uma mulher, dizendo que você deve ser único e especial, que deve levar em um lugar exótico e blá blá blá.

Já li até a besteira de pessoas que aconselham em levar mulheres em bungee-jump, rapel, ou qualquer outro encontro “radical”.

Não faça isso. Mantenha-se no básico.

Não há necessidade nenhuma de chamar uma mulher para um encontro inovador que ela nunca foi na vida. Deixe isso para os filmes românticos.

Ainda mais se você viver uma vida como a que eu gosto de viver, que é a de sair com pelo menos uma mulher nova por semana, você tem que se manter ainda mais básico.

Senão, sua vida vai se tornar um eterno planejamento de encontros e de gastos de dinheiro.

Então, quais são os lugares mais baratos para um mão de vaca?

Um bar barato:

Não tenha vergonha de chamar uma garota para beber em um bar barato.

Não precisa ser o boteco sujo do Seu Jair, onde os tiozões barrigudos de bar se encontram e ficam falando merda a noite toda, tipo o da foto acima.

Mas também não existe necessidade alguma de levar uma mulher em um desses Pub’s que até cobram entrada.

O meio termo é aquele em que uma garrafa de cerveja não passa de R$8.

Levar no bar é um dos melhores lugares que se tem a levar uma mulher porque a cerveja “desinibe”.

Tomar duas cervejas e ter uma hora de conversa é mais do que o suficiente para dar o primeiro beijo, falar alguma coisa mais safada, e então convidá-la para assistir um filme na sua casa.

Existem inúmeros bares que são baratos mesmo ficando em bairros caros.

É tudo questão de saber onde ir e de onde levar.

Se a garota gosta de beber, eu chamo ela para um bar em 100% das vezes.

Eu só vou nos outros locais abaixo com garotas que não gostam de álcool.

Marca encontros pra comer um sorvete:

Tomar um sorvete é um dos encontros mais baratos que existem.

Por mais que você vá numa sorveteria super cara que cobre R$15 numa casquinha, ainda assim você vai gastar apenas R$15.

Eu recomendo que você não vá numa sorveteria cara dessas, mas que também não chame ela para tomar uma casquinha no McDonald’s.

Vá num meio termo, nem muito caro nem muito barato.

Uma das coisas boas de sair para tomar um sorvete é que um encontro com sorvete é algo “fofo”.

Na cabeça dela, ela pode criar uma narrativa de que vocês saíram para tomar um sorvete, gostaram um do outro, e terminaram na sua cama, mas que nada daquilo estava programado.

Aquilo aconteceu. Esse é um exemplo clássico de negação plausível

Ela pode até se sentir menos pressionada e mais confortável do que se você tivesse chamado ela para um bar, dependendo da mulher.

(é um pouco raro receber uma objeção de mulheres quanto a um primeiro encontro num bar, mas sempre existem alguns casos)

Nesse caso, sempre recomendo sempre que você tome o sorvete caminhando com ela por alguma avenida movimentada.

Isso vai facilitar muito a interação.

Aí o beijo é a coisa mais fácil do mundo: em algum momento você pede para experimentar o sorvete dela e em 90% dos casos ela vai te dar na boca o sorvete.

Nem preciso dizer o que você tem que fazer depois.

Encontros com comida barata:

Confesso que chamar uma garota para comer algo é o primeiro encontro que eu menos uso.

Isso acontece simplesmente porque eu só gosto de sair para restaurantes ou para comer lanches e pizzas com mulheres que eu já saí outras vezes.

Mas tem quem goste, então essa parte do guia é para eles.

Como regra, para um primeiro encontro, você não deve levar mulheres em restaurantes.

Restaurante é uma péssima opção porque vocês dois estarão em uma situação um pouco desconfortável e que não é possível escalar para o beijo.

Não dá para falar muito alto em restaurante, soltar palavrões ou flertadas sujas porque as pessoas à volta podem ouvir, os dois vão ter que ficar um de frente pro outro durante uma hora, muitas vezes sem saber o que dizer, muitas vezes preocupado com o que o outro vai achar do jeito que ele come, etc.

Ou seja, fuja de restaurantes.

Há lugares pra comer muito mais simples e rápidos, como por exemplo pizzarias que vendem pizza por pedaço (você pode comer um ou dois pedaços de pizza e já ir embora), ou então temakeria que você come um temaki apenas (apesar que você tem que tomar cuidado porque esses lugares são caros), etc.

A ideia é sempre não gastar muito e não ficar muito tempo em um lugar só.

Coma lá e vá dar uma caminhada, chame ela para um sorvete, etc.

Como lidar com objeções à encontros baratos

Olha, de todas as vezes que eu já saí em primeiros encontros, nunca tive uma objeção quanto a um encontro barato.

Nenhuma mulher nunca me disse “não, vamos no Outback, quero que você me pague um jantar de R$200”.

Se você tem esse medo, perca ele agora porque isso realmente não existe.

Existem mulheres interesseiras?

É óbvio que existem.

Mas mulheres interesseiras a esse ponto de não querer ir tomar umas num bar mais ou menos é quase impossível de achar.

E se você perceber que a garota é um pouco mais fresca, o que você pode fazer é procurar por um bar barato em um bairro “nobre”.

Em São Paulo, na Vila Madalena por exemplo, existem vários bares que são baratos mas que só por estarem num bairro mais requisitados passam a impressão de que eles não são baratos.

Mas se algum dia na vida na vida alguma mulher se recusar a sair em um lugar barato comigo, é simples de resolver:

É só dizer “Se não rolar química entre nós com uma pizza barata, como você espera que eu goste de você pagando R$50 por um bife no Outback?”

Ou algo parecido com isso.

O importante é que você saiba que uma mulher que queira te obrigar a pagar por um encontro caro só está com você pelo seu dinheiro.

Então, se você quer ter algo de mais longo prazo com uma mulher, é bom fazer “testes” com ela.

Não pague tudo, não banque encontros caros, não leve ela apenas para restaurantes caros..

Não acostume ninguém a ter tudo do melhor o tempo todo. Apenas ofereça algo de realmente bom para “recompensar” um comportamento bom.

Se alguém não está com você pelo que você é, não compre o afeto dessa pessoa (namorada, amigo, todos)

Por que não gastar muito dinheiro em um primeiro encontro é a melhor estratégia

Se você quer só comer uma mulher, gastar pouco (ou nada) num primeiro encontro é a melhor estratégia.

Se você quer namorar uma mulher, gastar pouco (ou nada) num primeiro encontro é a melhor estratégia.

Por quê?

No primeiro caso, que você só quer comer a mulher, ao gastar pouco você nunca vai cair na classificação de provedor (ou de macho Beta).

Um provedor, um Beta, basicamente compra a afeição de uma mulher.

Quando um cara paga inteiramente pelo primeiro encontro ele automaticamente é classificado como provedor na cabeça das mulheres.

Se você fizer isso, provavelmente a sua mulher vai adiar o sexo porque ela pode “se aproveitar mais” de você caso saia para um segundo encontro.

Se você só pagar pela sua parte, provavelmente essa mulher vai pensar que você está acostumado a sair com várias mulheres e que não vai conseguir tirar mais nada de você num segundo encontro, então as chances de você comer ela na primeira noite aumentam drasticamente.

As mulheres julgam que um cara que não paga pelo primeiro encontro tem mais valor do que o que paga. Em outros palavras, esse cara é um Alfa.

Parece ser ilógico, mas não é.

Pense pelo lado de uma mulher: pelo menos 80% dos homens querem comprar a afeição dela e o sexo dela com presentes e jantares.

Lá no fundo da mente dela, ela sabe que um cara que tá pagando o jantar dela porque ele quer comer ela.

E ela sabe que por volta de 20% dos homens sabem que não precisam pagar nada pra ela para comê-la.

Entre o cara que sabe que não precisa pagar pela afeição dela e o cara que paga pela afeição dela, sabe qual por qual dos dois ela vai sentir mais tesão?

Você acertou. É o cara que sabe que não precisa pagar nada pra comê-la.

Agora vamos ao segundo caso, se você quiser namorar uma mulher.

Bom, nesse caso eu já expliquei um pouco anteriormente.

Se uma garota é incapaz de se divertir com você tomando um sorvete, o que leva você a crer que ela vale um jantar em um restaurante que a refeição vai sair R$200?

Você realmente gostaria de namorar uma mulher que exige de você que absolutamente tudo o que vocês irão fazer dali em diante será algo caro e que você irá pagar tudo?

O que essa mulher te ofereceu para merecer que você pague tudo para ela num primeiro encontro?

Pare um pouco e pense bem nisso:

Por que é que caralhos você vai gastar um monte de dinheiro com uma mulher que você nem sabe se combina com você?

E se ela for uma escrota, se ela tratar mal o garçom, se ela for uma psicótica, se ela te desrespeitar, você ainda vai querer pagar o jantar?

Mesmo que ela seja normal, não seja uma pessoa ruim, mas que ela seja entediante, que ela não dê risada das suas piadas, não goste do seu humor, dos seus gostos.. ainda assim, por que você vai pagar pelo jantar dela?

É por isso que primeiros encontros em restaurantes são uma terrível ideia.

É por isso que pagar por um primeiro encontro é uma terrível ideia.

Ela ainda não te ofereceu nada de valor para que você queira recompensá-la.

E agora pensa comigo:

Alguma vez na vida você conheceu algum homem que parecia ser legal e pensou com você mesmo “porra, vou levar ele num lugar muito louco e pagar tudo por ele, tomara que ele vire meu amigo assim!”

Se você nunca pensou em pagar um jantar para um cara se tornar seu amigo, mas pensou em pagar um jantar para uma mulher para comer ela, o seu diagnóstico é bem claro:

Você paga jantares para mulheres única e exclusivamente porque elas tem um buraco no meio das pernas.

É muito simples e eu acho incrível que sejam poucos que consigam enxergar isso.

Você nunca pensa no processo de criar a amizade com algum homem como algo que você tem que pagar para ser amigo dele.

Por que você pensa que precisa pagar para uma mulher querer dar pra você? Ou por que você pensa que precisa pagar para uma mulher para ser sua namorada?

O que você deve tirar de lição deste artigo:

Não pague por primeiro encontros.

Não leve a garota em restaurantes caros.

Não se coloque na posição de provedor.

Não ache que você precisa oferecer dinheiro em troca da afeição e do sexo dela.

Cresça como homem e faça com que ela queira dar a afeição (e outras coisas dela) para você sem que você tenha que recorrer a esse tipo de atitude.

Um homem másculo e confiante não precisa pagar para comer ninguém.

 

AJUDE UM AMIGO A GASTAR MENOS DINHEIRO COM MULHERES, COMPARTILHE ESTE ARTIGO COM ELE: