Nunca tente salvar uma mulher. Ela não quer ser salva.

Vou logo começar este artigo te dizendo que esse título do artigo é um exagero para chamar a atenção.

O assunto é polêmico justamente porque toca em um problema que algumas mulheres (e alguns homens) apresentam… esse é o problema de sentir a necessidade de viver uma vida de miséria e sofrimento. Mas preste atenção pois esses são casos raros.

Este artigo serve pra te alertar para não cair em situações ruins tanto com mulheres quanto com amigos homens.

Dito isso tudo, vamos entender o comportamento do famoso Capitão Salva Puta, ou em termos menos chulos, do homem com Síndrome do Cavalo Branco:

Lembro de uma vez,  há muitos anos, quando fui em um puteiro. Eu tinha uns 19 anos e uma conversa com uma garota de programa me abriu os olhos para como muitos homens estão dispostos a entregar suas liberdades em troca de quase nada. Em um momento, conversando com uma puta, ela se vira pra mim e diz assim:

Sabe, todas essas garotas que você tá vendo aqui tem pelo menos uns dez caras diferentes que vem aqui toda semana dizendo que vão tirar elas dessa vida. Eu mesmo devo ter uns vinte, porque trabalho em várias casas (puteiros) fora essa. E todos esses caras chegam aqui, gastam um dinheiro que eles não tem pra comprar bebida pra gente, pagam muito mais do que a gente pede e ainda dão presentinhos de vez em quando. Eles insistem em sair comigo fora daqui mas eu não aceito. Eu gosto da minha liberdade, de estar onde eu quiser a hora que quiser. Eu não quero ser salva, nunca pedi pra ser salva. Se alguma hora eu cansar disso, posso chamar qualquer um desses caras e continuar minha vida de outro jeito“.

Esse é um comportamento comum de muitos homens. Muitos estão dispostos fazer de tudo por uma mulher, mesmo que ela não queira nada disso. Eles tentam forçar relacionamentos, eles batalham e se esforçam pra criar uma condição financeira pra “sustentar” as mulheres, eles fazem de tudo pra conquistar garotas do Badoo que não dão a mínima pra eles…

Mas por que esses homens sentem essa necessidade tão forte de salvar uma mulher?

Entenda o Capitão Salva Puta: por que certos homens sentem a obrigação de “salvar” uma mulher?

Uma linda mulher um exemplo a nao ser seguido

Eu acredito que todos nós homens temos um pouco desse tipo de comportamento de vez em quando. Assim como muitas mulheres também buscam por homens com problemas porque elas querem “cuidar” deles.

Que homem, em momentos de carência, nunca quis ficar com aquela garota super carente cheia de problemas de auto-estima porque achava que ela iria ser completamente fiel a ele?

Ou até mesmo namorar e cuidar daquela garota bonita que “só se fode” nos seus relacionamentos e não consegue encontrar ninguém que não abuse dela?

Parte dessa necessidade de salvar uma mulher vem surge de uma insegurança em nós mesmos.

E uma porção importantíssima dessa necessidade surge da carência de ter uma mulher “dependente” do homem.

Muitos homens acreditam que se eles “salvarem” uma mulher (que nunca pediu pra ser salva), essa mulher vai sentir uma gratidão tão grande por ele que nunca mais haverá problema algum no seu relacionamento e eles viverão felizes para sempre.

Ele acha que ela se sentirá tão em débito com ele que nunca mais olhará pra outro homem. Ela reconhecerá tanto o seu sacrifício por ela que passará o resto de seus dias tentando compensá-lo.

Mas isso não acontece, nunca acontece. E na verdade isso não deveria acontecer.

Primeiro, porque essa não é a atitude de um homem maduro. Um homem que sabe o seu valor não vai procurar uma mulher “com problemas”, ele vai procurar uma mulher que tenha o mesmo valor que ele.

E segundo que essa ideia “gratidão” é no mínimo boba… afinal, que tipo de gratidão é essa que uma pessoa precisa se entregar romanticamente pra alguém pelo resto de sua vida só porque ela foi ajudada em um momento ruim?

Isso tudo é só culpa dela? É óbvio que não.

Capitão Salva Puta Captain Save a Ho

O ser humano foi biologicamente criado para seguir os seus hábitos. É daí que surge o poder do hábito.

Se um cara decide se casar com uma mulher que já se casou e se separou 7 vezes, e teve um novo filho em cada casamento, ele deve saber que é muito provável que ela volte para esse comportamento em algum momento da sua vida, ou seja, ela irá voltar ao seu comportamento padrão que gerou o “divórcio – outro namoro – mais uma gravidez – outro casamento – etc”.

Assim como uma mulher que namora um homem que bateu em todas suas ex-namoradas, deve saber que é muito provável que ele eventualmente vai causar algum mal pra ela também.

Agora, entenda uma coisa ainda mais importante…

Quando um cara quer assumir o papel de provedor, ele deve ser saber que é assim que ele vai ser visto por ela: um homem que está ali apenas para tirá-la do fundo do poço (o mesmo acontece com as mulheres que tentam salvar os homens).

Ele definiu, desde o começo do relacionamento, o seu valor como sendo o de alguém que vai salvá-la quando ela estiver por baixo.

Então, quando essa novidade deixar de ser novidade, quando esse sentimento passar, o que vai sobrar?

Ela estava acostumada a viver no fundo do poço.

Ela estava acostumada a uma vida terrível (e talvez até gostasse disso!)

Então surgiu um “herói” e a salvou. E aí depois que ele a salvou, a tendência (repito, tendência!) é que ela simplesmente volte ao seu padrão: o padrão de viver uma vida miserável.

Esse homem não seguiu um dos maiores ensinamentos sobre o comportamento das pessoas:

A melhor forma de prever um comportamento futuro é observar o comportamento passado.

Você não confiaria o seu filho com uma babá que foi filmada batendo no filho de alguém.

Você não confiaria o seu carro a um motorista que já deu PT em dez carros diferentes.

Você não deixaria dinheiro perto de um cleptomaníaco.

Pensando assim, você não deve confiar que o seu casamento com uma mulher que já casou 10 vezes vai durar pra sempre.

Ou que aquela garota que traiu todos os seus ex-namorados não vai trair você…

Antes de acreditar em tudo que eu falo como verdade, considere isso:

Antes de considerar o que os outros falam REFLITA

Primeiro de tudo, eu espero que você nunca considere nada do que eu escrevo como verdade absoluta.

Se você faz isso, você está sendo completamente imaturo.

Para você crescer como um homem de verdade você precisa aprender sobre a experiência dos outros e refletir nela. Você precisa questionar tudo o que lê, ouve ou assiste, e então chegar à sua própria conclusão.

Por isso eu quero fazer uma ressalva em tudo o que eu disse:

Todos nós passamos por períodos ruins em nossas vidas. Todos.

Apesar de parecer óbvio para alguns, outros precisam ler isso.

Não é só porque uma garota está em uma situação ruim em certo momento da vida dela que você deve fugir dela. Assim como eu, você, e todo o resto do mundo, todos têm seus períodos ruins.

Você deve fugir é de mulheres-problema, mulheres que vivem um padrão de vida tão baixo que elas não consigam sair, por si mesmas, dessa situação.

Entenda que é isso o que um Beta pensa: ele acha que vai poder transformar completamente a natureza de uma pessoa, sendo que ele mesmo não consegue transformar a dele próprio.

Finalizando em poucas palavras…

mulher gorda fumando cigarro

Os americanos tem uma expressão muito boa para definir todo esse artigo, o “Capitão Salva Puta” (ou Captain Save a Ho).

A conotação negativa tem um propósito óbvio: mostrar que existem homens que querem virar heróis ao salvar alguém em uma posição baixa na vida.

Se você sentir uma necessidade muito forte de “salvar” uma mulher, preste atenção: o problema está dentro de você.

É normal ter esse sentimento de tentar ajudar o outro, mas algumas raras mulheres simplesmente não querem ser salvas.

Elas se sentem bem sendo vítimas.

Elas gostam de viver um padrão de vida miserável. Assim como muitos homens gostam de viver uma vida miserável e eles nunca vão se sentir agradecidos por alguma mulher que tente salvá-los.

Identificar essas vítimas profissionais é primordial para distingui-las das que estão vivendo honestamente um período ruim em suas vidas.

Antes de considerar um relacionamento com qualquer mulher, descubra se você não está apenas tentando salvá-la de si mesma.