O declínio na virilidade dos homens e a importância da Testosterona

O declínio na virilidade dos homens e a importância da Testosterona

A testosterona é o hormônio que te faz ser homem.

É ela que tem o maior impacto na formação dos seus músculos, na profundidade e força da sua voz, na sua energia sexual e até mesmo na sua personalidade.

Boa parte da sua motivação para lutar e conquistar algo provém dos seus níveis de testosterona.

Boa parte da sua personalidade é influenciada diretamente por quanto o seu saco produz de testosterona.

Se você se sente apático, tem dificuldades para se levantar quando acorda, passa por períodos de depressão, tem pouca ou nenhuma energia sexual, e busca fugir de todo e qualquer tipo de conflito, você possivelmente tem baixos níveis de testosterona.

Mas não se martirize, porque este é um problema epidêmico: a sociedade tem sofrido com uma diminuição na virilidade dos homens justamente porque todos temos produzido menos testosterona do que as gerações mais antigas.

Os homens estão se tornando MENOS masculinos do que costumavam ser

homem-masculo

O que tem acontecido com os homens de hoje?

É fato que na média os homens são menos masculinos do que eram os homens das antigas gerações.

Se você visitar qualquer grande cidade verá que os homens estão cada vez mais femininos.

Os homens estão cada vez mais passivos e submissos.

O que está causando essa feminilização dos homens?

Não estou falando de orientação sexual aqui; é perfeitamente possível ser homossexual mas não ser passivo e nem submisso. Tanto é que existem muitos homossexuais mais masculinos do que muitos betas.

Estou falando da atitude em relação à vida.

Existem duas causas principais para a feminilização da sociedade como um todo: a queda drástica na produção de testosterona e o condicionamento social.

Neste artigo estou focando no primeiro.

Hoje os homens produzem, em média, 20% a menos de testosterona do que os homens de 20 anos atrás, mostra um estudo recente.

E o que está causando este declínio?

Fator 1: a drástica diminuição de nutrientes na nossa alimentação.

Além de estarmos comendo de forma muito menos saudável do que anos atrás, os solos em que são produzidos nossos alimentos estão cada vez mais pobres.

O Zinco é um dos nutrientes que precisamos para que o nosso corpo produza adequadamente a testosterona.

E os nossos alimentos tem cada vez menos zinco.

Também há uma certa “epidemia” de déficit de Vitamina D e Magnésio.

Ambos são primordiais para que o corpo produza naturalmente o hormônio.

Fator 2: estamos comendo muitos alimentos que ATRAPALHAM a produção da testosterona.

Um grande vilão da testosterona é a soja.

Ela inibe a fabricação de testosterona ao produzir muito estrogênio, um hormônio antagonista da testosterona.

Outro alimento terrível para a testosterona é a cerveja.

O lúpulo é outro produtor de estrogênio.

E o estrogênio é um hormônio que faz com que as gorduras do corpo se acumulem diretamente na região abdominal: por isso pessoas que bebem muito produzem a tal da “barriga de cerveja”.

Fator 3: estamos cada vez mais gordos.

Quanto mais gordo alguém é, mais estrogênio ele irá produzir.

E o estrogênio compete com a testosterona, deixando sua voz mais fina, seus músculos mais fracos e ainda acaba com sua motivação no dia a dia.

Como o estrogênio faz com que o corpo naturalmente acumule mais gordura, isso vira um círculo vicioso: a pessoa engorda e produz estrogênio; o estrogênio diminui o metabolismo e a testosterona, aumentando ainda mais a quantidade de gordura no corpo; mais gordura significa mais estrogênio..

E mais estrogênio se transforma em mais gordura.. e isso se repete pelo infinito.

Fator 4: quase ninguém mais se exercita; e quando se exercita, faz os exercícios errados.

Hoje em dia são poucas as pessoas que tem uma vida fisicamente ativa.

A maioria das pessoas vive vidas sedentárias e passam o dia sentadas.

Quando se exercitam, em geral fazem apenas exercícios aeróbicos.

Eles são ótimos pra saúde, e aumentam a testosterona de quem é completamente sedentário.

Porém, quando feitos da maneira errada e por períodos de tempo muito longos eles podem atrapalhar mais do que ajudar.

E então temos a musculação que aumenta naturalmente a testosterona.

Porém, agachamento e levantamento terra são os dois exercícios que mais causam aumento de testosterona são deixados de lado. Então pouca coisa se resolve.

Fator 5: estamos cada vez dormindo menos e pior.

Pesquisas mostram que quando dormimos mal, nosso corpo simplesmente para de produzir testosterona de qualidade.

Uma boa noite de sono consiste em pelo menos 7 horas dormidas em um ambiente totalmente escuro.

Ou seja: nada de luzes ou TV ligadas.

 

O que fazer para aumentar naturalmente sua testosterona?

formula da testosterona

Essa diminuição que estamos sofrendo não apenas impacta negativamente na saúde e bem-estar de todos os homens, como ela também afeta na preponderância das formas tradicionais dos homens de pensar, agir e sentir.

E eu vou tratar profundamente desse assunto no próximo artigo, por isso vou fazer um resumo rápido do que você pode fazer a partir de agora.

Então o que fazer pra melhorar sua vida no geral e aumentar sua produção de testosterona?

Primeiro, corte a soja e diminua a cerveja.
Segundo, aumente a quantidade de alimentos que contenham zinco e magnésio e tome mais sol.
Terceiro, vá pra academia e faça seu agachamento e seu levantamento terra. Como bônus você vai emagrecer e produzir ainda mais testosterona.
Quarto, durma direito. Pelo menos 7 horas de sono por noite em um ambiente totalmente escuro.

Essas são as medidas básicas que você tem que tomar a partir de agora.

Mas no próximo post ensinarei o passo-a-passo exato pra você que quer fazer com que seu corpo ligue o interruptor de produção de testosterona.

 

FAÇA COM QUE UM AMIGO FIQUE MAIS HOMEM, COMPARTILHE ESTE ARTIGO COM ELE: