Por que os homens bonzinhos não são atraentes?

Por que os homens bonzinhos não são atraentes?

Um dos condicionamentos implantados no cérebro de muitos homens é o de que ser bonzinho lhe trará sucesso romântico.

Mas não existe um único bonzinho no mundo que não tenha batido com a cara no muro.

E a mídia adora reforçar esse tipo de comportamento, mostrando que os bonzinhos conseguem sim o que querem.

Como no exemplo da imagem que ilustra o texto, Ted Mosby do seriado How I Met Your Mother (um cara extremamente bonzinho que tem como único objetivo de vida se casar com uma mulher) passa os seus dias agradando todas as mulheres que o cerca.

Esse comportamento, magicamente, faz com que ele atraia mulheres extremamente atraentes, mesmo que “raramente”.

Isso é algo que, é óbvio, não acontece na vida real.

Vou ser direto aqui:

O bonzinho não recebe nada além de decepção e frustração.

O conselho que apela à bondade para resolução de toda tensão na vida de um homem surge da hipócrita ideia feminista de que a masculinidade é tóxica. E isso traz apenas consequências negativas para quem o ouve.

Um homem que é seduzido pela crença de que quanto mais ele se importar com os sentimentos e necessidades de uma mulher mais ele conseguirá sucesso, está fadado a colher apenas frutos ruins.

Ser bonzinho é um traço de personalidade que causa repulsão sexual.

Ser bonzinho é inerentemente repulsivo porque demonstra uma carência de algo que é necessário para ser um homem de verdade: a competição.

Um homem cheio de testosterona em seu sangue nunca está disposto a ser dominado por outro homem sem lutar.

Uma explicação concisa do que eu quero passar está num rápido diálogo de um episódio do seriado House:

House: Esse cara não estava se aproveitando. Ele era bonzinho, sem aspiração de ganho pessoal. Acredito que seja um defeito genético.

Kutner: Ser amável é um defeito?

House: Três primatas veêm um estranho correndo pra cima deles com uma lança. Um deles luta, o outro foge e o terceiro sorri e o convida para comer um fondue. O último cara não vai durar tempo o suficiente para procriar.

Qual desses dois homens vai atrair mais mulheres?

Barney Stinson e Ted Mosby quem na vida real teria mais sucesso

Peguemos o exemplo clássico de um homem bonzinho e o de um homem “cafajeste.

Pense num homem realmente bonzinho. Um que tenha um coração bom, um que realmente se preocupe com o próximo, um que coloque as necessidades e prioridades dos outros SOBRE as suas próprias.

E então pense num cara “cafajeste”. Pense em um cara “galinha”, um “jogador”. Não importa o termo, pense em um estereótipo de um cara que se dá bem com as mulheres e, ao mesmo tempo, é um egoísta, narcisista que não se importa com os outros.

Para deixar claro, não estou dando qualquer exemplo do que deve (ou não) ser seguido.

Estou apenas apresentando os dois espectros de uma moralidade masculina: de um lado, um cara extremamente bonzinho e que se preocupa com as necessidades dos outros acima das suas próprias; do outro, um cara que apenas quer suprir as suas necessidades próprias e que pouco se importa com os outros (ou, por falta de palavra melhor, um cafajeste).

Uma nota: aqui eu usei esses dois personagens fictícios para facilitar a compreensão. Muito já assistiram How I Met Your Mother e pode entender bem esses exemplos. Apesar da série resultar em um final moralmente doutrinado pelo imperativo feminino (seja bonzinho que tudo vai dar certo; seja cafajeste que tudo vai dar errado), ainda assim há diversas verdades ao longo dos episódios. Por último, o Barney Stinson não é o estereótipo do cafajeste, ele ainda é uma pessoa muito boazinha, apesar de certo grau de sociopatia.

Dito isto, vamos ao exercício de raciocínio:

Qual dos dois vai se importar mais com a opinião de uma mulher? O bonzinho ou o cafajeste?

O bonzinho se importa demais com a opiniao alheia

Um cara bonzinho se importa o tempo todo em não causar nenhum atrito com todas as pessoas à sua volta. Ele se importa que cada uma das opiniões seja recebida positivamente pelas pessoas que ouvem o que ele tem a dizer.

Esse tipo de atitude pode ser legal de se ter em um amigo, mas não em um amante.

Mulher alguma tem tesão em ficar com um cara frouxo e que tem medo de expressar suas opiniões.

A atitude confiante de um homem é um afrodisíaco feminino.

Um “cafajeste” provavelmente já passou tantas vezes pela situação de dar em cima de uma mulher que ele não se importa de falar o que tem na cabeça.

Ele vai falar palavrões, vai emitir opiniões controversas e polêmicas e nunca vai se desculpar pelas suas palavras.

Se a garota ficar tão ofendida a ponto de não querer mais ficar com ele, ele não se importa. Afinal, ele sabe que existem milhares de outras disponíveis por aí.

Já o bonzinho fica obcecado em controlar como suas atitudes irão afetar a garota e até mesmo em mudar uma opinião negativa que ela tenha dele.

Qual dos dois provavelmente verá a outra pessoa como um meio para atingir seus objetivos?

Barney Stinson vê os outros como um meio para atingir seus objetivos

Como consequência, quem provavelmente não verá problemas em levar uma garota pra cama e nunca mais falar com ela? O bonzinho ou o cafajeste?

O bonzinho se preocupa o tempo todo em não causar qualquer tipo de desconforto emocional em mulher alguma. E é por isso que ele não come ninguém.

As mulheres necessitam de emoção para tudo em sua vida. Pra se arrumar, pra sair de casa, pra assistir um filme, pra ler um livro.

O bonzinho tenta fazer com que um encontro seja o mais ameno possível e vai se preocupar até mesmo com demandas que ele imaginou para ela (sem que ela verbalize ou mesmo imagine que exista); o cafajeste não se preocupa com isso e acaba levando ela pra cama sem se importar se ela vai se sentir usada ou não.

Como consequência, o cafajeste vai levar mais mulheres pra cama. E ele vai se tornar ainda mais experiente em levar mais mulheres pra cama.

Enquanto o bonzinho vai ter menos experiência e, portanto, desenvolver menos habilidades.

Qual dos dois permite que os outros os desrespeitem?

Ted Mosby nao se respeita e deixa que os outros o desrespeitem

Um homem bonzinho é mais propenso a aceitar desrespeitos dos outros. Ele é muito mais inclinado a deixar que os outros passem por cima dele.

Assim, ele permite que tanto homens quanto mulheres se aproveitem dele.

A diferença entre um beta e um alfa pode ser definida em essência pela diferença entre o respeito próprio dos dois.

O bonzinho não dá valor para si mesmo. Não dá valor para o seu tempo. Não dá valor para o seu dinheiro. Não dá valor para o que ele tem a oferecer ao mundo.

Assim, uma mulher mal intencionada pode se aproveitar dele.

Ela vai fazer com que ele vá a 10 encontros em restaurantes caros antes de dar pra ele. Ela vai fazer com que ele passe horas do seu dia conversando pelo Whatsapp enquanto não cede um centímetro de reciprocidade sexual. Ela vai fazer com que ele dê sua validação emocional, enquanto um alfa dá a validação sexual.

(obviamente, um homem mal-intencionado vai se aproveitar da mesma forma)

Ao contrário, o “cafajeste não aceita nada que não seja de seu interesse pessoal.

Se a mulher não oferecer nada em troca da sua atenção, tempo ou dinheiro, ele cairá fora o mais rápido possível

Qual dos dois tem a moral mais elástica a ponto de mentir para atingir seus objetivos?

Barney Stinson mente para conseguir o que quer

Em um processo de sedução, não ter moralidade na hora de contar mentiras pode ser uma grande vantagem.

Dizer um “você é linda” olhando nos olhos, quando isso não é realmente uma verdade, pode quebrar algumas barreiras na hora de convencer uma mulher a ir pra cama.

Dar uma exagerada nas conquistas e posses próprias de forma sutil também é extremamente eficaz.

Fazer promessas também funciona muito bem.

Mais uma vez: mentir é necessário para levar uma mulher pra cama? É óbvio que não. Mas isso ajudaria em certas situações? É óbvio que sim.

Pense numa partida de futebol. É necessário encher de caneladas no artilheiro do outro time para ganhar um jogo? Se o próprio time for bom e bem treinado, não. Mas vai ajudar drasticamente fazer com que o atacante sinta medo de chegar perto da bola? É óbvio que sim.

Se isso é moral ou é imoral, depende de cada um.

Pessoalmente, acho uma burrice fazer promessas e contar mentiras apenas para conseguir sexo. Isso só cria dramas desnecessários, além de causar mal para a garota. Não recomendo.

Um dos meus valores pessoais é o de sempre ser honesto em todas minhas intenções. Se a outra pessoa aceitar ou não o que eu ofereço, não cabe a mim decidir.

O fato que fica é: o cafajestetem mais uma vantagem estratégica do que o bonzinho.

Quais são as consequências dos comportamentos dos dois

Quem pega mais ted mosby ou barney stinson

Pensando nessas circunstâncias, quem é mais propenso a ter mais sucesso com as mulheres?

Quem é mais propenso a ter experiências (favoráveis ou desfavoráveis) com elas, e, consequentemente, maiores habilidades para saber ou não o que fazer nas mais variadas situações?

Assumindo que todo o resto seja idêntico, o cafajeste transará com muito mais mulheres que o bonzinho simplesmente porque ele sabe lidar melhor com as outras pessoas e também a manipular o ambiente ao seu favor.

Quem é mais decisivo e dominante quando trata com as mulheres (e todos os outros à sua volta)?

Fica óbvio que o cafajeste narcisista e egoísta vai pressionar mais em pessoas inseguras e indecisas para conseguir o que quer.

Ele vai aprender com o tempo a atingir os limites da dominância.

E isso lhe trará mais sucesso.

 

Conclusão

Como já expliquei, os exemplos imaginados de dois espectros opostos de uma moralidade masculina apenas para ilustrar as consequências para quem vive a vida de um ou de outro.

Eu não acho que alguém deva ser cafajeste com os outros para atingir seus objetivos egoístas. E é exatamente por isso que eu usei esse termo com conotação negativa, para desencorajar tal atitude.

Entretanto, se pensarmos de forma absolutamente egoísta, a melhor estratégia seria adotar a atitude de um cafajeste do que um bonzinho. E, o pior:

As mulheres recompensam mais as atitudes de um homem cafajeste do que as atitudes de um homem bonzinho.

Mais uma vez: isso não é uma conselho para ser escroto. Não seja um escroto.

Mas, mais importante que isso: não seja bonzinho.

Um escroto pode conseguir o que ele quer no curto prazo. Porém, no médio e longo prazo só há remorso e sentimentos ruins direcionados a ele.

O bonzinho pode conseguir a validação emocional no curto prazo. Porém, no médio e longo prazo só ha decepções e frustrações em sua vida.

O mais sensato é assimilar o melhor dos dois: o respeito próprio do cafajeste junto com (um pouco) do altruísmo do bonzinho.

 

 

COMPARTILHE ESTE ARTIGO COM SEUS AMIGOS: